Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Jennifer Lopez fica sócia de Richard Branson em rede de cruzeiros de luxo

    A cantora atuará como chefe de entretenimento da Virgin Voyages e deverá fazer shows exclusivos dentro dos navios

    A cantora Jennifer Lopez
    A cantora Jennifer Lopez Getty Images

    Luana Franzãoda CNN*

    Em São Paulo

    A cantora Jennifer Lopez anunciou nessa quarta-feira (9) que decidiu investir na nova linha de cruzeiros destinada a passageiros adultos da Virgin Voyages, empresa do bilionário britânico Richard Branson.

    Ela atua como chefe de entretenimento da empreitada e como “conselheira de estilo de vida”.

    A notícia foi dada através de uma publicação em seus perfis das redes sociais, que mostrava uma chamada de vídeo entre a artista e Branson.

    “A ligação épica que começou tudo. Estou trabalhando com Richard Branson como chefe de entretenimento e conselheira de estilo de vida na Virgin Voyages, e vamos levar experiências de navegação irresistíveis e elevar as viagens para um outro nível”.

    A marca de cosméticos de Lopez, JLo Beauty, estará disponível nas embarcações.

    “Jennifer Lopez trará seu talento, suas habilidades de empreendedorismo incríveis, e suas ideias artísticas eletrizantes para nossos navios”, declarou a Virgin Voyages em nota.

    A Virgin Voyages, que entrou no mercado em 2020, possui três navios em sua frota: Scarlet Lady, Valiant Lady e Resilient Lady.

    “Sabíamos imediatamente que queríamos Jennifer como parceira para ajudar a Virgin Voyages a moldar o futuro das viagens marítimas de alto padrão. Ela é uma das pessoas mais talentosas e que trabalha duro que conheço. Eu a admiro como artista, empreendedora e pessoa”, disse Branson.

    Richard Branson é um empresário britânico que conquistou bilhões com uma diversidade de empreendimentos, em áreas como a aviação, biocombustíveis, vestuário, e mais recentemente, viagens aeroespaciais. A Virgin Galactic, empresa do grupo Virgin destinada à área, levou seu idealizador ao primeiro voo comercial para o espaço na história, em julho de 2021.

    *Sob supervisão.