Legado de Nicette Bruno foi a sua própria existência, diz Antonio Fagundes

Em entrevista à CNN, o ator lamentou a morte da companheira de profissão neste domingo (20)

Produzido por Layane Serrano, da CNN São Paulo

Ouvir notícia

 

Em entrevista à CNN, o ator Antonio Fagundes lamentou a morte da companheira de profissão Nicette Bruno, neste domingo (20). Ela morreu aos 87 anos por complicações devido ao Covid-19. Ele também relembrou com emoção o marido da atriz Paulo Goulart, falecido em 2014. 

Leia também:
‘Pandemia é a pá de cal no que já acontecia na cultura’, diz Antonio Fagundes
Marco Ricca recebe alta no Rio, após tratamento para a Covid-19
Ícone da dramaturgia, Nicette Bruno não pensava em se aposentar

“O maior legado dela foi a sua própria existência. Não só artisticamente, mas por ter sido aquela pessoa maravilhosa e sempre afetuosa com os colegas de trabalho”, disse Fagundes. 

“Eu não tive a sorte de trabalhar com a Nicette. Mas ao mesmo tempo que estamos com o coração apertado, sabemos da crença dela no espiritismo. Então isso nos dá um certo conforto de saber que ela pode estar se encontrando com ele nesse momento.”

Ator Antonio Fagundes
Ator Antonio Fagundes
Foto: João Cotta/Divulgação

(Publicado por: André Rigue) 

 

Mais Recentes da CNN