Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Malunguinho, entidade afro-indígena, será enredo da Viradouro em 2025

    Atual campeã do carnaval carioca, a agremiação fez seu anúncio nesta segunda-feira (8)

    Viradouro define enredo para o próximo Carnaval
    Viradouro define enredo para o próximo Carnaval Reprodução/Viradouro/Instagram

    Caroline Ferreirada CNN

    São Paulo

    Na noite desta segunda-feira (8), a Unidos do Viradouro, atual campeã do carnaval do Rio de Janeiro, definiu o seu enredo para 2025.

    Em busca do quarto título, a agremiação de Niterói levará “Malunguinho: O Mensageiro de Três Mundo” para a Marquês de Sapucaí ao contar a história da entidade afro-indígena que se manifesta como Caboclo, Mestre e Exu/Trunqueiro.

    Com assinatura de Tarcísio Zanon, o enredo retorna a primeira metade do século XIX, no estado de Pernambuco, no nordeste brasileiro, onde o quilombo do Catucá era foco de resistência e viu seu último líder, João Batista, o Malunguinho, ser duramente perseguido por seus atos libertários.

    Ainda segundo a agremiação, ao fugir das emboscadas, João ocultou-se na mata e aprendeu com os indígenas o segredo da força das ervas. Diante dos conhecimentos, o líder se tornou o “Mensageiro de Três Mundos: Mata, Jurema e Encruzilhada”.

    Malunguinho é o dono da chave mágica para abrir senzala e fechar o corpo dos que a ele rogam proteção. Ele é aquele que ronda a mata para vencer o inimigo, trazendo a ciência dos pajés e os caminhos da cura.

    Confira:

    Viradouro em 2024

    Neste ano, o carnavalesco resgatou a ancestralidade feminina, negra e religiosa que tiveram grande importância na construção cultural da sociedade brasileira para apresentar o enredo “Arroboboi Dangbé”.

    Com a história das guerreiras Mino, no reino Daomé, atual Benin, a escola se consagrou campeã do Carnaval 2024.