Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Polícia apreende arma e drogas com suspeito de atirar em Mingau, do Ultraje a Rigor; amigo do baixista será ouvido

    No domingo (3), baixista passou por cirurgia que durou 3h30 no Hospital São Luiz, na capital paulista

    Mingau, baixista do Ultraje a Rigor
    Mingau, baixista do Ultraje a Rigor Reprodução/Instagram

    Da CNN

    Um suspeito foi preso em Paraty, no Rio de Janeiro, na tarde de domingo (3), acusado de ter efetuado o disparo de arma de fogo que atingiu na cabeça o baixista Rinaldo Amaral, conhecido como Mingau, da banda Ultraje a Rigor.

    De acordo com a Polícia Civil, ele estava com uma pistola .40, além de drogas, dois carregadores e um kit rajada. No local do crime, foram recolhidos estojo e projétil do mesmo calibre da arma apreendida.

    A polícia busca localizar outros três acusados pelo crime. Um amigo de Mingau deve ser ouvido novamente na delegacia.

    Veja também – Polícia prende suspeito de atirar em Mingau, do Ultraje a Rigor

    À CNN, o delegado Marcello Russo, titular da delegacia de Paraty, informou que o local do crime é “conhecido como ponto de compra e venda de drogas ilícitas dominado pela facção criminosa autodenominada Comando Vermelho”.

    “Estamos trabalhando com várias hipóteses investigativas. Uma delas de que traficantes teriam efetuado disparos que atingiu o Mingau”, completou.

    Russo afirmou que foi solicitada a perícia do local, bem como a apreensão do carro de Mingau para perícia criminal.

    “Estamos aguardando colaboradores com informações, trabalho de inteligência, câmeras do local, eventuais filmagens por celulares. Aquele que puder nos ajudar, garantiremos o sigilo das informações para que nós tenhamos a elucidação o quanto antes dos autores do disparo e efetivação da prisão desses elementos”, concluiu.

    Internado em São Paulo

    Mingau chegou a um hospital de São Paulo (veja vídeo abaixo), por volta das 14h de domingo, transferido em um helicóptero com UTI móvel do Corpo de Bombeiros. O baixista passou por uma cirurgia que durou 3h30 no Hospital São Luiz do Itaim, da Rede D’Or.

    O hospital informou, através de sua assessoria, que Mingau “foi imediatamente recebido pela equipe do serviço que o aguardava. O quadro clínico é considerado delicado. O paciente receberá toda a assistência necessária para seu caso, que está sob a coordenação do neurocirurgião Manoel Jacobsen Teixeira”.

    Mingau e o Ultraje a Rigor

    Rinaldo Oliveira Amaral, o Mingau, é baixista e produtor musical em atividade desde os anos 1980.

    Sua primeira banda de projeção nacional foi a Ratos de Porão, onde tocou como guitarrista entre 1982 e 1985.

    Mingau gravou o split “SUB”, que juntou músicas de Ratos de Porão, Fogo Cruzado e Cólera, lançado em 1983.

    No ano seguinte, já com João Gordo nos vocais da banda, Mingau gravou as guitarras do álbum de estreia do Ratos, “Crucificados pelo Sistema”, um dos primeiros discos de hardcore do Brasil.

    Bacalhau, Roger Moreira, Marcos Kleine e Mingau, do Ultraje a Rigor.
    Bacalhau, Roger Moreira, Marcos Kleine e Mingau, do Ultraje a Rigor. / Reprodução

    No final da década, em 1999, Mingau entra para o Ultraje a Rigor após a saída de Serginho Petroni. Naquele ano, a banda lançou “18 Anos Sem Tirar!”, disco gravado ao vivo três anos antes, que ganhou quatro faixas inéditas gravadas em estúdio, com Mingau.

    Em 2001, a banda participa da terceira edição do Rock in Rio, em apresentação com o Ira!.

    “Em 2005, a banda gravou e lançou, em CD e DVD (o primeiro da carreira), o seu Acústico MTV. O álbum inclui grandes sucessos como “Inútil”, “Mim Quer Tocar”, “Independente Futebol Clube” e “Eu Gosto de Mulher” e faixas inéditas, como “Cada Um Por Si””, destaca a banda na biografia em seu site oficial.

    Em 2011, o Ultraje, com Mingau, Roger, Bacalhau e Marcos Kleine na formação, passou a fazer parte do elenco talk show “Agora É Tarde”, na Bandeirantes. A banda migrou com o apresentador Danilo Gentili para o SBT, no final de 2013, para o novo talk show, “The Noite”, onde seguem como banda fixa.

    (Publicado por Lucas Schroeder, com informações de Catarina Nestlehner, Elis Franco e Léo Lopes)