Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Rage Against the Machine faz primeiro show após 11 anos de hiato; veja

    Apresentação aconteceu nos EUA e marcou abertura de turnê com mais de 50 shows marcados; mensagens políticas foram exibidas no telão: "Aborte a Suprema Corte"

    Tom Morello, guitarrista e um dos fundadores do Rage Against the Machine, em apresentação na Inglaterra em 2019.
    Tom Morello, guitarrista e um dos fundadores do Rage Against the Machine, em apresentação na Inglaterra em 2019. Ollie Millington/Redferns

    Léo Lopesda CNN

    em São Paulo

    Após um hiato de 11 anos, o Rage Against the Machine está oficialmente de volta.

    Na noite deste sábado (9), a banda de rock de Los Angeles, famosa por sua forte demarcação política, retornou aos palcos para uma intensa performance de 16 músicas.

    Veja o vídeo do show completo, gravado por um fã, abaixo.

    Apesar de serem conhecidos por seus posicionamentos, fãs relataram pelas redes sociais que o quarteto não conversou com a plateia em nenhum momento do show.

    Por outro lado, mensagens política foram exibidas no telão em alguns momentos, incluindo uma crítica à decisão recente da Suprema Corte americana que suspendeu direitos ao aborto.  

    “Nascimento forçado em um país que é o único país rico do mundo sem licença parental remunerada garantida em nível nacional. Parto forçado em um país onde as parteiras negras experimentam mortalidade materna duas a três vezes maior do que a das parteiras brancas. Nascimento forçado em um país onde a violência armada é a principal causa de morte entre crianças e adolescentes”, escreveu a mensagem exibida.

    “Aborte a Suprema Corte”, concluiu o comunicado da banda.

    O Rage Against the Machine destinou US$ 475 mil da venda de ingressos de dois shows da turnê para organizações de direitos reprodutivos dos EUA.

    No repertório, o grupo do vocalista Zack De La Rocha e do guitarrista Tom Morello passeou por vários álbuns da banda, e incluíram hits clássicos como “Killing in the Name”, “Sleep Now In The Fire” e “Bulls on Parade”. Veja a setlist completa abaixo.

    Setlist do primeiro show do Rage Against the Machine após 11 anos:

    • Bombtrack
    • People of the Sun
    • Bulls on Parade
    • Bullet in the Head
    • Testify
    • Tire Me
    • Wake Up
    • Guerrilla Radio
    • Without a Face
    • Know Your Enemy
    • Calm Like a Bomb
    • Sleep Now in the Fire
    • War Within a Breath
    • The Ghost of Tom Joad (cover de Bruce Springsteen)
    • Freedom
    • Killing in the Name

    O show aconteceu em um anfiteatro com capacidade para 37 mil pessoas na cidade de East Troy, no estado americano de Wisconsin, e abriu a turnê “Public Service Announcement” (“Anúncio de Serviço Público”, em tradução livre).

    A turnê foi anunciada em 2019, mas teve de ser adiada por conta da pandemia de Covid-19.

    O retorno do grupo já tem outras 50 apresentações marcadas, que englobam um total de 12 países e 40 cidades da América do Norte e Europa.

    O Brasil – e a América do Sul – ainda não foram oficialmente incluídos na rota, mas, segundo o jornalista José Norberto Flesch, a banda deve passar pelo país em dezembro.

    O Rage Against the Machine não toca no Brasil desde 2010, quando se apresentou no extingo festival SWU, na cidade de Itu, no interior de São Paulo.

    Rage Against the Machine. / Gie Knaeps / Getty Images