Saxofonista de Campinas roda a cidade levando música ao povo na quarentena

Dos 55 anos de vida de Hilquias Alves, 45 foram dedicados ao saxofone, uma tradição familiar que vem desde seus bisavós

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Com a quarentena e o isolamento social, as varandas dos apartamentos se tornaram um dos mais importantes cômodos da casa, uma espécie de “porta controlada” para o lado de fora. Em Campinas, no interior de São Paulo, um saxofonista decidiu andar pela cidade com seu instrumento para levar música ao povo.

Dos 55 anos de vida de Hilquias Alves, 45 foram dedicados à música e ao saxofone, uma tradição familiar que vem desde seus bisavós. Há nove anos ele faz trabalho voluntário de musicoterapia em hospitais e clínicas, porém, com a pandemia, ele foi impedido de continuar as atividades. Mas decidiu improvisar para seguir levando música para as pessoas.

“Desde o dia 15 de março que não posso ir nos hospitais. Fiquei sem saber o que fazer na primeira semana, então eu e minha esposa tivemos a ideia de tocar na minha sacada. Os vizinhos gostaram tanto que eu criei coragem para sair tocando nas ruas”, diz Hilquias.

Ele acrescenta que “antes tocava para pessoas doentes fisicamente”, e que agora toca “para pessoas enfermas da alma”.

Mais Recentes da CNN