Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Série sobre mercado financeiro promete ser “Succession” brasileira

    "De quem é o dinheiro?" será produzida pela Diosual e vai retratar a disputa pelo poder em uma família milionária da bolsa de valores brasileira

    Elenco de Succession.
    Elenco de Succession. Divulgação/HBO

    Da CNN

    A série “De quem é o dinheiro?” — adaptação do livro de mesmo nome — promete ser a “‘Sucession’ brasileira”, segundo informações exclusivas do portal Deadline.

    A produtora responsável pela série é a Diosual, com roteiro de Solange Castro Neves e colaboração de Thalma Bertozzi. O programa será uma adaptação do livro não-ficional que acompanhou o dia a dia da bolsa de valores, “De Quem é o Dinheiro? Ganância, Medo, Azar e Sorte: Vitórias e Tropeços na Bolsa”, de Adley Piovesan e Homero Chemale.

    Com direção de Alexandre Avancini — que dirigiu “Os Dez Mandamentos” e “Nada a Perder” — a série será um “drama familiar com elementos de ação e investigação” que acompanha o mercado financeiro brasileiro.

    A história deve girar em torno da família Salvatore Abud, cujo personagem do patriarca bilionário se chama Ítalo e é dono de uma das maiores corretoras do Brasil.

    Ítalo perde seu filho em um acidente de avião e passa a criar seus dois netos de maneira rígida. Seus planos incluíam inserir o menino no mundo dos negócios da família, mas é a sua neta que passa a corresponder às suas expectativas e atuar na bolsa de valores.

    A nora de Ítalo, com quem ele brigava constantemente, sofre um misterioso sequestro, e o bilionário começa a descobrir que sua amante pode estar envolvida com a morte de seu filho.

    Em meio ao caos emocional, os herdeiros de Ítalo passam a comandar os negócios da família.

    “Estou entusiasmado com esta série, pois será a primeira a retratar o mercado financeiro no Brasil”, disse o diretor Alexandre Avancini ao portal Deadline.

    “Quando o [CEO da Diosual] Guto Colunga me convidou para dirigir, fiquei completamente fascinado por essa história. Vi que era exatamente uma ‘Sucession’ brasileira, sendo um drama familiar com todos os ingredientes possíveis. Claro, existem muitos elementos reais, mas também usamos a liberdade artística. Solange e Thalma souberam exatamente como adaptar uma série que acredito não só chamará a atenção do público e da crítica brasileira, mas também internacionalmente. Mal posso esperar para começar a filmar”, acrescentou Avancini.

    *Publicado por Fernanda Pinotti