Tapete vermelho “minúsculo” do Oscar deve marcar o retorno da moda às premiações

Funcionária da premiação afirma que o evento será menor do que em anos anteriores, mas entusiastas da moda anseiam a volta dos vestinos e smokings

Os tapetes vermelhos do Oscar costumam reunir celebridades, jornalistas e fotógrafos antes das premiações
Os tapetes vermelhos do Oscar costumam reunir celebridades, jornalistas e fotógrafos antes das premiações Foto: David McNew/Getty Images

Jill Serjeant e Alicia Powell,

da Reuters, em Los Angeles

Ouvir notícia

O que é uma cerimônia do Oscar sem um tapete vermelho?

Após um ano do início da pandemia do novo coronavírus, que cancelou praticamente todos os eventos presenciais e os transferiu para o Zoom — onde atores muitas vezes aparecem de moletons e pijamas —, os fãs de celebridades estão ansiosos para ver estrelas desfilando figurinos luxuosos na maior noite da indústria cinematográfica, neste domingo (25).

“Os tapetes vermelhos são um dos principais elementos da temporada de premiações”, disse Zoe Ruderman, editora-chefe da área digital da revista People.

“Vimos muitas calças legging, várias camisetas tie-dye, e foi divertido. Mas estou um pouco cansada do Zoom e estou pronta para ver um tapete vermelho ao vivo com calças e saltos altos de verdade”, disse ela.

Zendaya recebeu um Emmy em 2020
A atriz Zendaya recebeu um Emmy em 2020 em sua casa, em cerimônia realizada via ligação de vídeo devido à pandemia da Covid-19
Foto: ABC via Getty Images

Os organizadores tentam apaziguar as expectativas de que haja um tapete vermelho de 270 metros e que dure horas e horas, lotados de equipes de televisão, mais de 100 fotógrafos e fãs animados que normalmente precedem a cerimônia dos prêmios da Academia.

“Não será um tapete vermelho convencional”, disse Stacey Sher, uma das produtoras do programa, na semana passada. “Será um tapete vermelho minúsculo”.

Entretanto, pelo menos não será um evento remoto, ornado apenas pela moda “da cintura para cima”. Os indicados e apresentadores, após serem testados contra a Covid-19, se reunirão na estação antiga Art Deco Union Station, no centro de Los Angeles, antes da cerimônia e através de aparições de todo o mundo.

Não são apenas os momentos da moda que fazem dos tapetes vermelhos uma parte tão essencial das premiações.

Eles também dão aos espectadores um sentimento de espontaneidade, que pouco aparece durante a pandemia, e impulsionam as audiências televisivas das cerimônias de premiação, que chegaram a cair em mais de 60% no último ano.

“Todos sentimos falta da energia e do escapismo que ele cria”, disse a estilista de celebridades Chloe Hartstein, que estará trabalhando com a indicada ao prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante Glenn Close na cerimônia de domingo.

“Eu acredito que o público ficará animado em ver belas peças personalizadas de moda e costura, pois foi muito privado disso. E eu acho que, especialmente nessa época difícil, precisamos de um pouco de beleza e arte”, disse Hartstein.

Confira algumas imagens do tapete vermelho do Oscar em 2020:

 

Cara a cara

As celebridades estão divididas sobre afirmar se a falta dos tapetes vermelhos foi prejudicial ou boa em alguns sentidos. Eventos mais recentes, como o BAFTA e o Grammy, tiveram alguns artistas posando para fotos, mas nem sempre na premiação em si.

“Na maior parte das vezes, os tapetes vermelhos não existem apenas pelo glamour e pelos vestidos”, disse a atriz e cantora britânica Cynthia Erivo. “Às vezes é a única forma de ver as pessoas…porque estamos sempre viajando”.

“Eu sinto falta de olhar alguém nos olhos, cara a cara, pessoalmente, e lhe dizer “Parabéns!” e “Estava com saudades”, ela acrescentou.

Scarlett Johansson e Florence Pugh
No tapete vermelho também acontecem diversos reencontros e confraternizações. Na imagem, as atrizes Scarlett Johansson e Florence Pugh conversam no tapete vermelho do Oscar 2020.
Foto: Kevork Djansezian/Getty Images

Riz Ahmed, ator indicado pela primeira vez ao Oscar na categoria Melhor Ator por seu papel como o baterista surdo protagonista de “O Som do Silêncio”, achou agradável fazer entrevistas remotamente ao invés de comparecer às festas e jantares tradicionais.

“Você só sentava ali, com seu pijama, colocava uma jaqueta por cima e estava pronto”, ele relembra. “Acho que há algo mais ‘pé no chão’ e humilde sobre isso”.

Apesar da preparação de horas para ter o look perfeito, os tapetes vermelhos muitas vezes trazem surpresas.

“É lá que vemos as celebridades revelarem uma barriga de gravidez, um novo anel de noivado”, disse a jornalista da People. “Então você tem vários desses momentos fora do roteiro, que são às vezes mais animadores que o próprio evento”.

Divertido ou não, a ex-estrela da série “Grey ‘s Anatomy” Katherine Heigl está feliz em tirar férias do tapete vermelho.

“Eu tenho saudade dos vestidos, mas ao mesmo tempo, não sinto nenhuma falta”, ela disse. “Eles são muito desconfortáveis…aquelas meias-calças realmente cortam a circulação nas pernas”.

Mais Recentes da CNN