Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Taylor Swift fala sobre 2023 ser o ano da “extravagância feminina”

    "The Eras Tour", "Renaissance Tour" e "Barbie" marcaram um ponto de inflexão cultural, na avaliação da cantora

    Taylor Swift fez o seu último show no Brasil, que bateu recorde de público
    Taylor Swift fez o seu último show no Brasil, que bateu recorde de público Divulgação/ T4F

    Da CNN

    Taylor Swift fez uma avaliação sobre o impacto do seu trabalho e de outras mulheres em 2023. Em entrevista à revista “Time”, a cantora disse que enxerga a “The Eras Tour” como um dos atos de “um verão de três partes de estravagância feminina”.

    Ela explicou que a sua turnê, a bilheteria de “Barbie”, da diretora Greta Gerwig, e a Renaissance Tour, de Beyoncé, “que mudou a cultura”, foram os principais marcos do período do verão deste ano no hemisfério norte (que acontece de junho a setembro).

    Para a cantora, que foi eleita a pessoa do ano pela “Time”, o sucesso dos três eventos parece indicar um “ponto de inflexão” na cultura.

    “Se tivermos que falar de forma esteriotipada, as mulheres sempre foram ensinadas que aquilo que gravitamos naturalmente – infância, sentimentos, amor, rompimentos, analisar esses sentimentos, falando deles sem parar, glitter e lantejoulas – são coisas mais fúteis do que aquelas em torno das quais os homens, esteriotipicamente, gravitam.”

    Na avaliação da cantora, o alto desempenho financeiro de três eventos, liderados por mulheres e com temas relacionados ao universo tradicionalmente feminino, é capaz de mudar a indústria.

    “Se olharmos da maneira mais cínica possível, as ideias feminias se tornarem lucrativas significa que mais arte feminina será feita. É extremamente animador”, disse Taylor à “Time”.

    Veja também: Taylor Swift se surpreende com potência de público argentino

    *Publicado por Iasmin Paiva