Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    “Estou desbravando um matagal”, diz Titi Müller em meio a disputa na Justiça com o ex-marido

    Apresentadora e guitarrista da banda Scalene se divorciaram em 2021 e são pais de Benjamin, de 2 anos

    Titi Müller fala sobre processo, denúncias e agressões sofridas pelo ex-marido, Tomás Bertoni
    Titi Müller fala sobre processo, denúncias e agressões sofridas pelo ex-marido, Tomás Bertoni Instagram/Titi Müller

    Beatrice Teizencolaboração para a CNN

    A apresentadora Titi Müller comentou sobre a violência psicológica – e também doméstica – que relatou ter sido praticada pelo ex-marido, o guitarrista Tomás Bertoni, da banda Scalene, de quem se divorciou em agosto de 2021 e com quem tem um filho de 2 anos.

    Em entrevista à Marie Claire, Titi afirmou que falar sobre a história e o que tem vivido é como uma responsabilidade para ela para que mais mulheres saibam o que é violência psicológica e se estão passando por uma situação do tipo.

    “Estou desbravando um matagal. Se isso ajudar uma mulher a sair de uma situação de violência, vou sentir que algo valeu a pena”, disse na entrevista.

    Em março deste ano, a apresentadora esteve no Ministério Público de São Paulo para denunciar Bertoni pelas agressões. Segundo o MP, o crime está previsto no Código Penal e na lei Maria da Penha.

    No entanto, a denúncia acabou sendo rejeitada e uma nova acusação só poderá ser apresentada após a realização e apresentação de um laudo psicológico que comprove o dano emocional.

    Caso público

    Nos últimos meses, o caso repercutiu nas redes sociais. Titi passou a ser atacada por grupos masculinistas e viu partes do processo, da perspectiva do músico, e conversas privadas com ele serem vazadas no Instagram.

    Mas a apresentadora também revelou que, apesar dos ataques e do afastamento de algumas pessoas próximas, ela foi amparada por mulheres que passaram por situações do tipo e que vem recebendo apoio até mesmo de pessoas do círculo pessoal do ex-marido.

    “Não esperava nem que o caso fosse público. Demorei muito tempo para conseguir denunciar. Na primeira vez que fui à delegacia, desisti. Lembro de voltar sentada no carro de uma das minhas advogadas chorando, porque essa situação escancara muitas dores e ambivalências”, comentou.

    “O mesmo privilégio que me levou até a delegacia com duas advogadas também me fez acolher outras mulheres, inclusive dando algum dinheiro para que pudessem voltar para casa. Isso me paralisou. Por outro lado, eu não esperava que as pessoas na internet seriam tão empáticas. Esse apoio me fortaleceu bastante e me tirou um pouco do lugar que eu estava”, disse ela à revista.

    Medo de denunciar

    Titi contou ainda que levou muito tempo para fazer a denúncia, pois tinha medo do vazamento da história e de que “não aguentaria o tranco”.

    “Tinha certeza da revitimização que aconteceria e que está acontecendo comigo. Cada vez que o caso é citado publicamente, dá um frio na barriga. Mas aprendi a lidar com a retaliação por parte do meu agressor e das pessoas, que acontece também por eu estar distante do ideal da vítima perfeita”, afirmou ao veículo.

    Sobre o futuro, Titi diz que só espera que consiga ter, um dia, uma relação civilizada e tranquila com o pai de seu filho. E que este assunto se torne cada vez mais pauta para ajudar outras mulheres.

    “Espero só coisas boas para todo mundo, e que um dia eu tenha uma relação civilizada e tranquila com o pai do meu filho. E quero que esse assunto [as denúncias e as violências] ventile, porque me recuso a entrar nessa caixa de vítima e não sair mais. Sou muito mais do que isso. É uma parte da minha biografia que não tenho como negar que existe – e que vou poder falar que existiu em breve. Espero que fique no passado e que mude.”, finalizou

    Impedida de falar

    A apresentadora revelou, em fevereiro, que desde setembro do ano passado enfrenta uma liminar que a impede de falar, de forma ofensiva ou depreciativa, sobre o ex-marido e seus familiares nas redes sociais.

    A relação entre os dois piorou após o divórcio. Em seu perfil no Instagram, a apresentadora apontava o descaso de Bertoni com o filho, que deixava de levar a criança em consultas médicas, alegando estar com sintomas de covid-19, mesmo quando ela oferecia a ele a opção de fazer testes.

    Titi disse que foi por este motivo que ela acabou indo à Justiça, para que o pai fosse responsabilizado pelas demandas de Benjamin, assim como ela.