Vangelis, compositor da trilha de “Carruagens de Fogo”, morre aos 79 anos

A trilha sonora, que lhe rendeu o Oscar e liderou as paradas por semanas nos anos 1980, era para o grego "só mais uma música"

Vangelis (centro) ao lado de Jack Lowden e James McArdle, assistindo ao Revezamento da Tocha Olímpica do Teatro Gielgud, Londres, em julho de 2012
Vangelis (centro) ao lado de Jack Lowden e James McArdle, assistindo ao Revezamento da Tocha Olímpica do Teatro Gielgud, Londres, em julho de 2012 Wikimedia Commons

James MackenzieKarolina Tagarisda Reuters

Por James Mackenzie e Karolina Tagaris, da Reuters

Ouvir notícia

Vangelis, o compositor grego cuja empolgante música com tema eletrônico para o filme vencedor do Oscar, de 1981, “Carruagens de Fogo”, foi uma das trilhas sonoras mais conhecidas dos anos 1980, morreu aos 79 anos, segundo a agência de notícias Athens News publicou nesta quinta-feira (19).

Citando um anúncio do escritório dos seus advogados, a agência disse que Vangelis morreu no fim dessa terça (17), sem citar a causa da morte.

Apesar de ter tido sucesso na cena de rock progressivo europeia no começo dos anos 1970, ele ficou desconfortável com as expectativas de um artista comercial e praticamente se abrigou em um estúdio de gravação que criou para si em Londres.

Foi lá que ele escreveu a trilha sonora de “Carruagens de Fogo”, a história do triunfo de um grupo de corredores britânicos nos Jogos Olímpicos de 1924.

Vangelis uma vez disse que a trilha sonora, que lhe rendeu o Oscar e liderou as paradas por semanas, foi em parte uma homenagem ao seu pai, que havia sido um entusiasmado corredor amador. Mas ele minimizava a popularidade que ela recebeu.

“É só mais uma música”, disse, em uma entrevista.

O sucesso de “Carruagens de Fogo” ofuscou suas outras trilhas sonoras, mas ele escreveu a música de vários filmes, como “Missing – o Desaparecido”, dirigido pelo seu compatriota Costa-Gravas, e para o thriller futurista de Ridley Scott, “Blade Runner”.

Mais Recentes da CNN