Veja por onde andam os ex-integrantes do One Direction

Quase seis anos após o término da banda, os integrantes continuam na cena musical

O grupo One Direction, que se separou em 2015: ex-integrantes continuam ativos na cena musical
O grupo One Direction, que se separou em 2015: ex-integrantes continuam ativos na cena musical Foto: Divulgação

Juliana Faddul, colaboração para a CNN Brasil

Ouvir notícia

O nome do grupo poderia até ser um prenúncio: One Direction que, traduzido para o português, é “uma direção”. Embora tenham se separado em 2015, Zayn Malik, Louis Tomlinson, Liam Payne, Niall Horan e Harry Styles continuam tendo a música como principal ofício.

Antes de falarmos por onde andam, é necessário lembrar de onde vieram. Para quem não sabe ou não lembra, o 1D (como a banda é abreviada) surgiu do reality show The X Factor. Os integrantes estavam competindo individualmente até metade da disputa, quando a cantora e jurada Nicole Scherzinger e o empresário e jurado Simon Cowell sugeriram uni-los para competir em grupo.

A banda não ganhou a edição do programa (eles ficaram em terceiro lugar, perdendo para Rebecca Ferguson e Matt Cardle, primeiro e segundo lugar respectivamente), mas conquistou uma legião de fãs. Eles entraram, inclusive, seis vezes no Guinness Book por terem quebrado recordes de vendas.

Leia e assista também

Ex-One Direction Zayn Malik lança novo single ‘Vibez’

Nos cinco anos que a boy band esteve na ativa, foram lançados cinco álbuns, sendo que quatro ocuparam o primeiro lugar na lista da Billboard. Em 2012 se apresentaram no encerramento das Olímpiadas de Londres e fizeram quatro turnês mundiais. Quando vieram ao Brasil, os ingressos se esgotaram em duas noites.

A rotina atribulada e o excesso de trabalho fez com que o integrante Zayn Malik optasse por sair da banda em 2015, quando tinha 22 anos. Na época, eles haviam vendido cerca de 50 milhões de discos e eram um dos produtos pop mais rentáveis do mercado.

Quase seis anos após o término da banda, os integrantes continuam na cena musical. Veja os caminhos que cada um tomou:

Harry Styles

É o mais bem sucedido integrante da banda. O término mal havia sido anunciado quando o cantor comunicou que continuaria com a Columbia Records (mesma gravadora do One Direction) por, no mínimo, três álbuns. O primeiro disco solo de Styles foi lançado logo após o término, em 2017. Isso lhe rendeu duas turnês internacionais e, por enquanto, dois álbuns. Fora da cena musical, Styles participou do filme Dunkirk, de Christopher Nolan, que lhe rendeu indicações em premiações desde o prestigiado National Film Awards UK como o popular Teen Choice Awards. O seu estilo irreverente e suas declarações públicas de que seria “agênero” fez com que caísse nas graças do mundo da moda. Hoje ele tem contrato com a Gucci e foi eleito ano passado como personalidade mais influente da moda.

Niall Horan 

É outro que saiu da banda já com o contrato assinado e álbum quase pronto. Único irlandês entre britânicos, Horan assinou com a Capitol Record e lançou o disco ‘Flicker’ em 2017. Pelo álbum, fez uma turnê mundial e entrou na lista Top 200 da Billboard. Em 2020 ele lançou ‘Heartbreak Weather’. A previsão era uma turnê internacional, mas teve de ser adiada por conta da pandemia do novo coronavírus. É também um dos melhores administradores de carreira: seu patrimônio líquido está estimado em 50 milhões de libras.

Zayn Malik

O primeiro integrante a deixar o One Direction, Malik sofreu altos e baixos nestes cinco anos. Embora tenha gravado mais álbuns em comparação a Styles e  Horan, Malik demorou para reagir após a saída do 1D, o que fez com que perdesse um significativo número de seguidoras na época. No entanto, seu début, o disco ‘Mind of Mine’, foi muito bem elogiado pela crítica lhe rendendo um troféu do American Music Awards na categoria Artista Revelação do Ano e presença nas listas de melhores álbuns do ano de 2016. Ele vive com a modelo Gigi Hadid com quem tem uma filha, que nasceu em 2020. No dia 15 de janeiro outro filho nascerá: seu terceiro disco — o single Vibez foi lançado nesta semana.

Liam Payne

Outro também que demorou um pouco mais para produzir discos foi Liam Payne. O cantor, que tinha tudo para ser o próximo Justin Timberlake, produziu nestes cinco anos quatro singles e fez participações com os rappers Quavo e J Balvin. No entanto, seu primeiro disco solo, o ‘LP1’, saiu apenas em 2019 e teve uma crítica inexpressiva tanto entre fãs como na crítica. Ele tem um filho com a cantora e jurada do The X Factor, Cheryl Cole.

Louis Tomlinson

O cantor também demorou um pouco para lançar seus discos, mas sua demora teve a ver com problemas da vida pessoal. Em 2016 sua mãe, Johannah Poulston, morreu vítima de uma leucemia e em 2019 sua irmã, na época com 18 anos, faleceu devido a uma parada cardíaca. Seu primeiro disco, ‘Wall’, foi lançado em 2020, mas em 2015 e 2018 ele participou como jurado do programa que lhe rendeu a fama, o The X Factor, ao lado de Simon Cowell.

Mais Recentes da CNN