Vestido de Marilyn Monroe pode ter sido danificado após Kim Kardashian usá-lo

Em imagem que supostamente mostra o resultado do uso de Kim Kardashian da peça, o tecido aparece desgastado e alguns cristais parecem ter caído do vestido

Kim Kardashian usou o vestido icônico de Marilyn Monroe durante o Met Gala, em maio de 2022
Kim Kardashian usou o vestido icônico de Marilyn Monroe durante o Met Gala, em maio de 2022 Getty Images

Luana Franzãoda CNN*

Em São Paulo

Ouvir notícia

A socialite e empresária Kim Kardashian surpreendeu ao aparecer usando um dos vestidos mais icônicos de Marilyn Monroe no Met Gala deste ano, baile promovido pelo Metropolitan Museum of Art, em Nova York.

O vestido foi usado quando a atriz cantou “Feliz Aniversário” para o então presidente dos EUA, John F. Kennedy, em 1962.

Um perfil no Instagram que reúne relíquias de Monroe publicou uma foto com uma comparação entre o vestido antes do uso de Kardashian, e o suposto resultado da aparição recente. Na nova imagem, algumas áreas ao redor do zíper traseiro aparecem rasgadas e desgastadas, além de a falta de alguns dos cristais que compõem a peça ser notável.

A aparição do vestido já havia causado polêmica em maio, quando Kim Kardashian desfilou o modelito. Ela passou 15 minutos com a peça original, e então vestiu uma réplica durante o restante do baile.

O item histórico foi comprado por US$ 5 milhões (cerca de R$ 25,6 milhões) em 2016, pelo museu Ripley’s Believe It Or Not! em Hollywood. De acordo com a instituição, o vestido vale aproximadamente US$ 10 milhões atualmente, depois da aparição de Kardashian.

Nas redes sociais, alguns internautas defendem que a peça não deveria ter sido utilizada, de modo a arriscar a preservação do item. Para outros, a atualização de uma peça icônica faz parte das tendências.

Segundo os representantes do museu, especialistas do Ripley estavam presentes em todo o processo, e a equipe de Kim Kardashian não passou nenhum momento com o vestido sem supervisão.

*Sub supervisão.

Mais Recentes da CNN