Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Viih Tube relata dor no sexo pós-parto; saiba o que é normal depois do resguardo

    No Instagram, Viih Tube deu detalhes de sua trajetória para retomar a vida sexual após o nascimento da filha

    Viih Tube compartilha trajetória para retomar vida a dois após o nascimento da filha
    Viih Tube compartilha trajetória para retomar vida a dois após o nascimento da filha Reprodução/Viih Tube/Instagram

    Caroline Ferreiracolaboração para a CNN

    São Paulo

    Qual o tempo ideal para que o corpo feminino esteja preparado para voltar à ativa pós-parto? É normal sentir dor na primeira relação depois do resguardo? O lado afetivo pode afetar o desempenho sexual?

    Embora os questionamentos sejam comuns entre mulheres que acabaram de dar à luz, a regra é clara: cada corpo é único.

    A relação entre o sexo e o puerpério, ou seja, período pós-parto até que o organismo volte às condições normais, ganhou destaque nas redes sociais após a influenciadora Viih Tube dividir com os seguidores, sua jornada para retomar a vida a dois com nascimento de sua filha, Lua, em 9 de abril.

    No vídeo, a influenciadora disse ter seguido todas as recomendações médicas para se permitir ter relações novamente.

    “Eu tive 15 dias [logo após o parto] muito difíceis, em que eu realmente me culpei demais, me cobrei muito, fiquei muito triste. Eu sentia uma coisa que parecia que era o fim do mundo, que era uma fase que nunca ia passar. Senti coisas estranhas, pensamentos estranhos, tinha muito medo de tudo. Depois desses 15 dias, começou a melhorar”, iniciou ela.

    Na sequência, ela relembrou que o desejo sexual só apareceu depois de um tempo. “Eu me respeitei e com 60 dias me deu essa vontade de transar. Eu tenho muita sorte de ter um marido em casa que me respeita muito. É o momento do puerpério e ele respeitou a minha vontade”.

    Em outro trecho, Viih também comentou ter sentido dor durante a primeira relação.

    “Nenhuma mãe me contou isso, mas doeu muito a primeira vez, igualzinho quando eu perdi a virgindade, a diferença é que não sangrou. Mas é a sensação de estar abrindo um espaço, é como se tivesse alargando um osso. Eu senti isso. Doeu um pouco sim”, relatou.

    Afinal, quais são as recomendações no sexo pós-parto?

    À CNN, a ginecologista Janaina Araújo Ribeiro Bastos destaca que a recomendação médica é de que não haja relações sexuais nos primeiros 40 dias após o parto, independentemente se tenha sido uma cesariana ou normal.

    “Mesmo que a mulher esteja à vontade para fazer sexo antes desse prazo de resguardo, não é o indicado, uma vez que aumenta o risco de infecção puerperal, já que o corpo ainda está retornando ao seu estado normal”.

    A especialista também pontua que o lado emocional pode interferir no prazer sexual, visto que essa é uma fase de muitas mudanças, especialmente com a privação de sono e a preocupação constante com o bebê.

    E a dor, é normal?

    Segundo a ginecologista, sim. “É comum e não importa se você passou por um parto normal ou uma cesárea. A maioria das mulheres apresenta algum desconforto na sua primeira relação após o parto. Isso acontece devido às alterações hormonais”, comenta.

    “Nessa etapa, a quantidade de estrogênio do organismo cai muito. A falta desse hormônio resulta em atrofia da área vaginal, o que provoca a ausência de lubrificação e a redução da elasticidade vaginal”, diz. “E na lactação ainda ocorre o aumento da prolactina que, quando está em alta, reduz a libido”, acrescenta.

    Por fim, Janaina alerta que, apesar de comum, o incômodo pode ser tratado com laser vaginal ou fisioterapia pélvica a depender do caso.