Warner adquire catálogo de canções de David Bowie por cerca de R$ 250 milhões

São 26 álbuns de estúdio, lançados durante toda a carreira do músico britânico

David Bowie durante show no Estádio de Wembley, em Londres
David Bowie durante show no Estádio de Wembley, em Londres REUTERS/Dylan Martinez

Tiyashi Dattada Reuters

Índia

Ouvir notícia

A unidade musical do Warner Music Group adquiriu o catálogo inteiro do astro do rock britânico David Bowie, incluindo hits como “Heroes” e “Let’s Dance”.

Bowie, que experimentou além dos limites da música e de sua sanidade para produzir algumas das canções mais inovadoras de sua geração, morreu em 2016, aos 69 anos de idade.

O acordo entre os detentores do patrimônio de Bowie e a Warner Music inclui canções de 26 álbuns de estúdio lançados durante sua vida, assim como as do álbum póstumo de estúdio “Toy”.

A Warner Music não revelou os termos financeiros do acordo em seu anúncio nesta segunda-feira (3), mas uma pessoa familiarizada com o assunto disse que a compra foi de cerca de 250 milhões de dólares.

Os administradores do patrimônio de Bowie haviam assinado em setembro um acordo para conceder à Warner Music os direitos globais ao catálogo do artista de 1968 até 2016.

Bowie foi alçado à fama no Reino Unido em 1969, com “Space Oddity”, canção que segundo Bowie foi inspirada pelo filme de Stanley Kubrick “2001: Uma Odisseia no Espaço”. Mas foi seu personagem de 1972, Ziggy Stardust, um roqueiro bissexual enviado do espaço, que o tornou uma estrela no mundo todo.

Mais Recentes da CNN