Por que Mike Tyson vai votar pela primeira vez em 2020

Condenação recebida nos anos 1990 impedia a lenda do boxe de participar das eleições dos Estados Unidos

Kelsie Smith, da CNN
23 de setembro de 2020 às 10:11
Condenação recebida nos anos 1990 impedia Mike Tyson de votar
Condenação recebida nos anos 1990 impedia Mike Tyson de votar
Foto: Reprodução - 04.mai.2017 / Reuters

A lenda do boxe Mike Tyson, de 54 anos, nunca votou nas eleições presidenciais dos Estados Unidos. Em 2020 será diferente.

“Esta será a primeira vez que vou votar”, disse Tyson em sua conta no Twitter nessa terça-feira (22). “Nunca pensei que poderia por causa do meu histórico criminal. Estou orgulhoso de finalmente votar.”

Ele compartilhou a notícia com seus seguidores acompanhada do link para um site no qual as pessoas podem se registrar para votar.

Assista e leia também:
Após 15 anos, Mike Tyson tem luta marcada contra Roy Jones Jr.
Fãs se animam com possível luta dos cinquentões Tyson e Holyfield para caridade

Tyson foi condenado a seis anos de prisão por uma acusação de estupro e duas de má conduta sexual em 1992. Ele foi solto depois de passar três anos em regime fechado. Com a condenação, perdeu o direito de votar.

Muitas leis estaduais nos EUA determinam que criminosos não podem participar da votação. Mais de 6 milhões de norte-americanos – cerca de 2,5% da população com idade para votar – não puderam participar das eleições de 2016 em razão de históricos criminais, segundo uma estimativa do Sentencing Project, grupo de pesquisa que atua a favor de melhorias no sistema de justiça criminal do país. 

O estado natal de Tyson, Nevada, assinou em 2019 uma lei para restaurar esse direito a todas as pessoas condenadas que saíram da prisão. A determinação permite a ele participar do pleito deste ano.

(Texto traduzido. Leia o original em inglês.)