'Fiz com a cabeça e a mão de Deus': relembre as frases marcantes de Maradona

O ídolo ficou conhecido como 'gênio genioso' devido a suas declarações polêmicas fora dos campos e a habilidade impressionante dentro dos mesmos

Luana Franzão*, da CNN, em São Paulo
25 de novembro de 2020 às 16:36 | Atualizado 25 de novembro de 2020 às 17:02
Craque do futebol argentino, Diego Maradona
Foto: Carl Recine/Action Images via Reuters (12.jun.2010)

Um dos maiores ídolos do futebol mundial, o argentino Diego Maradona, morto nesta quarta-feira (25) por uma parada cardiorrespiratória, também ficou conhecido por suas declarações marcantes.  Relembre algumas das frases e opiniões do craque:

"Muitos dizem que fiz com a mão. Eu digo que fiz isso com a cabeça e a mão de Deus."

Em referência ao gol que fez com a mão em jogo contra a Inglaterra, na Copa de 1986. Por conta desta frase, o lance ficou conhecido como 'Mano de Diós'.

"Ganhar do River é como se sua mãe te acordasse com um beijo pela manhã"

Disse sobre a sensação de vencer o River Plate, rival do seu time do coração, Boca Juniors.

Maradona exibe tatuagem com o rosto de Fidel Castro ao líder cubano
Foto: Reprodução

Maradona fez diversas declarações polêmicas sobre a política. Próximo a líderes latinoamericanos de esquerda, Fidel Castro foi um de seus grandes amigos.

"Bush é um assassino, prefiro ser amigo de Fidel."

"Eu queria ir para os Estados Unidos, mas o Clinton não me deixa entrar."

"Eu acredito em Chávez, eu sou chavista, eu cresci com muitas mentiras por parte do imperialismo e odeio tudo que vem dos Estados Unidos, odeio com todas as minhas forças."

Declarou sobre líderes americanos e sua indisposição com a esquerda latina.

Leia também:
Quem foi Diego Maradona? Relembre biografia do ídolo, dos títulos às polêmicas
Muito além da 'mão de Deus': relembre os 548 gols de Maradona
Fidel, Chávez e Cristina: Maradona era próximo a líderes de esquerda

"Na Itália rica pensam que Nápoles é o norte da África"

Disse na véspera do jogo entre Itália e Argentina, na Copa do Mundo de 1990, que ocorreu na Itália. A partida aconteceu em Nápoles, onde era ídolo. A declaração desmobilizou a torcida italiana e a Argentina eliminou os donos da casa na semi-final.

 "Cresci em um bairro privado de Buenos Aires. Privado de eletricidade, água, telefone "

Afirmou quando perguntado sobre a infância em entrevista.

Maradona se incomodava muitas vezes com os elogios que o faziam, dizendo que eram 'excessos'. Ele também, por diversas vezes, rebateu críticas feitas a seu gênio forte.

Diego Maradona é carregado nos braços pela torcida após vitória da Argentina na Copa de 1986
Foto: Equipe AE/Estadão Conteúdo (29.jun.1986)

“Muitas vezes me dizem que sou um deus. E eu respondo que estão errados. Deus é Deus e eu sou Diego, apenas um jogador de futebol.”

Afirmou sobre os elogios e homenegens constantes que recebia.

"Só peço que me deixe viver minha própria vida. Eu nunca quis ser um exemplo"

Ele falou diversas vezes sobre o uso de drogas e álcool, que tornou-se um vício por toda a sua vida.

"Estou perdendo por nocaute."

Disse sobre vício em drogas em entrevista no ano de 2004.

"Eles cortaram minhas pernas"

Uma das principais polêmicas de Diego envolvendo substâncias ilícitas aconteceu em 1994, sediada nos Estados Unidos. Na ocasião, Maradona testou positivo no exame de doping e foi impedido de participar em jogos da competição pela Seleção Argentina.

*sob supervisão de Leonardo Lellis