Brasileiras se tornam primeiras a comandar jogo masculino em competição da Fifa

Juíza Edina Alves e auxiliar Neuza Back, ao lado da argentina Mariana de Almeida, formam trio feminino em partida do Mundial de Clubes no Catar

Murillo Ferrari, da CNN, em São Paulo
07 de fevereiro de 2021 às 13:28 | Atualizado 07 de fevereiro de 2021 às 13:59
Árbitra Edina Alves e assistente Neuza Back comandam partida no Mundial da Fifa
A assistente Neuza Back (E) e a árbitra Edina Alves se tornaram as primeiras mulheres a comandar partida oficial masculina em torneio da Fifa
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

A juíza brasileira Edina Alves e a auxiliar Neuza Back fizeram história neste domingo (7) ao comandarem a partida entre Al Duhail, do Catar, e Ulsan Hyundai, da Coreia do Sul, em partida que define o 5º lugar do Mundial de Clubes.

Isso porque elas fizeram parte do primeiro trio de arbitragem 100% feminino a comandar um jogo masculino profissional de uma competição organizada pela Fifa. A dupla brasileira foi acompanhada pela auxiliar Mariana de Almeida, da Argentina.

Além das três, ainda completam a equipe de arbitragem: o quarto árbitro Abdelkader Zitouni (TAH), o auxiliar reserva Humberto Panjoj (GUA) o árbitro de vídeo Nicollas Gallo (COL) e o auxiliar do árbitro de vídeo Julio Bascunan (CHI).

A partida foi vencida pelo Al Duhail por 3 a 1, com gols de Edmilson Junior, Mohammed Muntari e Almoez Ali. Yoon Bit-garam descontou para os sul-coreanos.

Em nota publicada em seu site, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) afirmou que a “expectativa pela escalação de Edina e Neuza no Mundial de Clubes existia desde a indicação das duas para a competição, no fim de 2020”. 

As brasileiras já tinham atuado neste Mundial na partida entre Tigres e o mesmo Ulsan Hyundai. Edina Alves foi a quarta árbitra do jogo, enquanto Neuza Back esteve como auxiliar reserva.