Ceni segue sem vencer São Paulo, mas ganha 1º título pelo Flamengo no Morumbi

Rogério tem começo vitorioso como técnico, com títulos por Fortaleza e Flamengo. Uma sina, porém, acompanha seu início na nova área: a de não vencer ex-clubes

Por Diego Freire, da CNN, em São Paulo
26 de fevereiro de 2021 às 00:15 | Atualizado 26 de fevereiro de 2021 às 08:02
Jogadores do Flamengo molham Rogério Ceni
Jogadores do Flamengo molham Rogério Ceni em coletiva de imprensa após a conquista do título brasileiro
Foto: Reprodução/ Instagram Flamengo

 

Treinador desde 2017, Rogério Ceni já coleciona um histórico invejável de títulos nos primeiros anos na nova profissão, a exemplo da carreira trilhada como goleiro: com a conquista do Campeonato Brasileiro nesta quinta-feira (25), Ceni já acumula cinco taças oficiais como treinador (ou seis, se for contabilizada a Florida Cup vencida com o São Paulo).

Ao mesmo tempo, porém, o ex-atleta carrega uma curiosa sina de não conseguir vencer jogos contra ex-equipes, confirmada na última rodada do Brasileiro.

 

Ceni conquistou quatro taças enquanto comandou o Fortaleza: uma Série B (2018), dois Campeonatos Cearenses (2019 e 2020) e uma Copa do Nordeste (2019). No Flamengo, agora já tem também o título do Campeonato Brasileiro de 2020, o seu primeiro pelo novo time - que assumiu há menos de quatro meses.

A conquista foi confirmada justamente com uma derrota por 2 a 1 contra o São Paulo no Morumbi, mesmo estádio onde ergueu uma série de taças defendendo o tricolor paulista como goleiro. 

Mesmo no São Paulo, onde iniciou a carreira como técnico com aproveitamento ruim de resultados, Ceni foi campeão da Florida Cup de 2017, torneio amistoso disputado no início da temporada.

Apenas na curta passagem pelo Cruzeiro, durante a campanha do rebaixamento em 2019, o treinador não levantou nenhum troféu. 

 

Retrospecto ruim contra ex-equipes

Embora vitorioso, o início da carreira de Rogério Ceni como treinador também é marcado por um incômodo tabu: a dificuldade de vencer ex-times.

Ele ainda não venceu o São Paulo, time pelo qual se consagrou como goleiro e onde iniciou a carreira de técnico: pelo Fortaleza, foram quatro jogos entre 2019 e 2020 (duas derrotas e dois empates diante do time do Morumbi, com a eliminação na Copa do Brasil de 2020).

Já à frente do Flamengo, até aqui foram três partidas (três derrotas para o tricolor: duas que também lhe custaram uma eliminação na Copa do Brasil de 2020 e o terceiro revés na última rodada do Brasileiro - que poderia ter custado o título caso o Internacional tivesse vencido o Corinthians na mesma noite).

Curiosamente, pelo Flamengo Ceni também não conseguiu derrotar seu outro ex-time que disputa a Série A: em duelo contra o Fortaleza na 27ª rodada do Brasileiro, o time carioca ficou empate em 0x0 contra os cearenses. no Castelão.