Hamilton vence GP de Portugal e amplia liderança na F1

Max Verstappen, da Red Bull, terminou em segundo lugar. Valtteri Bottas, da Mercedes, completou o pódio

Reuters
02 de maio de 2021 às 14:16
Lewis Hamilton, da Mercedes, conquistou pole em Ímola, a 99ª de sua carreira
Lewis Hamilton, da Mercedes, venceu GP de Portugal neste domingo (2)
Foto: Guglielmo Mangiapane - 16.abr.2021/Reuters

O heptacampeão mundial Lewis Hamilton, da Mercedes, venceu o Grande Prêmio de Portugal da Fórmula 1 neste domingo (2), ampliando sua liderança sobre Max Verstappen, da Red Bull, para oito pontos após três corridas.

Verstappen terminou em segundo no circuito do Algarve. Valtteri Bottas, da Mercedes, completou o pódio e somou um ponto-bônus pela volta mais rápida, após largar da pole position.

O companheiro de equipe de Verstappen, o mexicano Sergio Perez, terminou em quarto.

A vitória foi a 97º da carreira de Hamilton, a segunda do ano, e uma repetição do resultado em Portugal na temporada passada.

"Essa foi uma corrida muito difícil, fisica e mentalmente, apenas tentando manter a calma. Estava ventando muito e era muito fácil cometer um erro ", disse Hamilton, que largou da primeira fila com Bottas.

"Simplesmente não comecei tão bem quanto Valtteri e depois perdi na reinicialização, o que não foi bom. Não fiquei feliz com isso".

O safety car entrou na corrida na segunda volta depois de os Alfa Romeo de Kimmi Raikkonen e Antonio Giovinazzi se tocarem e deixarem detritos na pista.  

Quando a corrida foi retomada, Verstappen se jogou para passar Hamilton pelo segundo lugar, mas o britânico recuperou a posição cinco voltas depois.

Ele passou então por Bottas na vigésima volta, de um total de 66, e pegou a bandeira quadriculada 29,148 segundos à frente de Verstappen, depois que o piloto holandês parou em uma tentativa de volta mais rápida com pneus novos.

"Eu tive que fazer a troca antes que os pneus fossem destruídos e consegui pegá-lo na Curva Um", disse Hamilton sobre a ultrapassagem antes de seu pitstop. "Bem no limite, mas ótima corrida".

Perez e Bottas pararam nas últimas voltas para tentar conquistar o ponto-bônus.

Lando Norris, da McLaren, foi o quinto, com Charles Leclerc como sexto pela Ferrari, seguido pela dupla alpina Esteban Ocon e Fernando Alonso.

O australiano Daniel Ricciardo terminou em nono para a McLaren, depois de largar em 16º, e Pierre Gasly levou o último ponto para AlphaTauri.