Conmebol retira limite para substituir jogadores com Covid-19 na Copa América

Entidade modificou regulamento do torneio diante da possibilidade de infecção de jogadores pela Covid-19

Matheus Prado, da CNN, em São Paulo
12 de junho de 2021 às 08:32
Copa América 2019 no Maracanã
Arquibancada durante jogo entre Bolívia e Peru, no Maracanã, pela Copa América de 2019
Foto: Agência Brasil

A Conmebol anunciou na sexta-feira (11) que vai permitir mudanças ilimitadas nas convocações de jogadores para a Copa América, desde que os substituídos testem positivo para o novo coronavírus.

"Será permitida a troca de jogadores de forma ilimitada no torneio caso apresentem resultado positivo de teste PCR realizado pela entidade ou tiverem contato próximo com alguém infectado", informou a entidade, em nota.

A Conmebol afirmou que sua comissão médica pode solicitar informações adicionais sobre os casos e a substituição estará sujeita a aprovação. Ainda de acordo com o novo regulamento, a alteração será permanente e o jogador substituído não poderá voltar a jogar a competição.

Neste sábado, a Secretaria da Saúde do Distrito Federal informou que 10 integrantes da delegação da Venezuela, incluindo cinco atletas, testaram positivo para Covid-19. A equipe é o adversário da estreia do Brasil na Copa América, neste domingo, no estádio Mané Garrincha, em Brasília

Os testes de PCR foram realizados pela Conmebol. O resultado foi informado às autoridades de Saúde de Brasília, na noite desta sexta, e as pessoas infectadas estão isoladas, segundo o DF.