Apesar da Ômicron, grandes clubes do RJ registram 10% de jogadores infectados

Levantamento feito pela CNN mostra que todos apresentam sintomas leves e estão sendo acompanhados pelas equipes médicas

Lucas Janoneda CNN

no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

A reapresentação dos atletas dos quatro principais clubes do Rio de Janeiro para a pré-temporada do futebol foi marcada por poucos casos de Covid-19. Um levantamento da CNN com dados obtidos com o Flamengo, Vasco, Fluminense e Botafogo mostra que apenas 10% dos atletas apresentaram teste positivo para o vírus no retorno das férias.

Foram descobertos, no total, 12 atletas contaminados por Covid-19 nesta semana. Em média, cada equipe conta com 30 atletas profissionais no seu elenco.

Iniciando pré-temporada, os times com maior número de contaminados são o Vasco e Fluminense, com seis e três atletas contaminados, respectivamente.

No Vasco, os desfalques são: Thiago Rodrigues, Leo matos, Jhon Sanchez, Nenê, Riquelme e Galarza. No tricolor carioca, as ausências são os atacantes Luiz Henrique e Germán Cano e o meio-campista Felipe Melo.

O Flamengo divulgou oficialmente que, durante a reapresentação do elenco rubro-negro, apenas Matheuzinho foi diagnosticado com o novo coronavírus.

Já o Botafogo registrou dois desfalques pela doença nesta semana. Foram eles o goleiro Gatito Fernandez e o lateral Rafael. Alguns desses atletas ainda realizam quarentena e todos apresentam apenas sintomas leves. As equipes médicas dos clubes seguem acompanhando os jogadores.

Em todo o Rio de Janeiro, segundo dados oficiais da Secretaria Municipal de Saúde, a taxa de positividade dos testes atualmente ultrapassa os 40%.

Mais Recentes da CNN