Após reviravoltas, GP São Paulo acontece com alta expectativa e Interlagos lotado

Corrida acontece a partir das 14h deste domingo. Punições a Hamilton e disputa entre Verstappen e Bottas estão no centro das atenções

Giovanna GalvaniFabrício Juliãoda CNN*

em São Paulo

Ouvir notícia

O Grande Prêmio São Paulo de Fórmula 1 acontece a partir das 14h deste domingo (14) após um clima de reviravolta nos treinos e nas classificatórias dos dias anteriores.

Contando com um Autódromo de Interlagos lotado, há a possibilidade do título mundial começar a ser cada vez mais definido com esta corrida.

No sábado (13), o piloto da Mercedes Valtteri Bottas venceu o sprint classificatório e garantiu a pole position para a corrida do domingo. Max Verstappen, piloto da Red Bull e líder do campeonato, foi o segundo colocado. Carlos Sainz, da Ferrari, foi o terceiro.

O britânico Lewis Hamilton, que largou em último devido a uma punição pela posição das asas móveis do carro na corrida de sexta-feira, terminou em 5º. Porém, devido a uma troca de componentes do motor, o piloto perdeu cinco posições e sairá da décima colocação no GP São Paulo.

A corrida deste domingo tem especial relevância para a disputa entre Hamilton e Verstappen pelo Mundial de Fórmula 1. Atualmente, o holandês da Red Bull acumula 312,5 pontos, e o heptacampeão britânico vem atrás, com 293,5.

A vantagem que Verstappen pode abrir caso vença a corrida em Interlagos poderá ser o início de uma reta final para conquistar seu primeiro Mundial, já que se tornará mais difícil para Hamilton compensar a pontuação no Catar, Arábia Saudita e Abu Dhabi, as últimas três corridas da temporada, dependendo apenas de sua performance individual.

Além disso, a disputa dos construtores se soma aos embates individuais entre os pilotos. Atualmente, a equipe da Mercedes lidera com 478,5, seguida de perto pela Red Bull, com 477,5. Em terceiro lugar, está a Ferrari, com 268,5.

Interlagos lotado novamente

O Autódromo de Interlagos irá ser ocupado em 100% de sua capacidade e teve ingressos para os três dias de corrida esgotados.

Para assistir às corridas, é necessário apresentar um comprovante de vacinação – mesmo que seja ainda com a 1ª dose – e, para menores de 12 anos, um teste RT-PCR negativo feito em no máximo 48h.

São esperadas de 160 mil a 170 mil pessoas nos três dias de corrida, mais de R$ 700 milhões de retorno financeiro e R$ 1,6 bilhões de retorno pela transmissão em mais de 180 países. Além disso, mais de 8500 pessoas trabalharão nos três dias de evento.

A movimentação financeira decorrente do evento faz com que o GP fique atrás apenas do Lollapalooza e da parada do Orgulho LGBTQIA+. Com isso, os números mexem também com o setor hoteleiro. “A nossa expectativa é que essa demanda leve a ocupação dos hotéis para em torno de 70% a 75%”, diz o vice-presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih/SP), Fernando Guinato.

Neste domingo, a cidade de São Paulo terá um dia de sol durante a corrida. Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE) da prefeitura, a previsão indica temperaturas entre 14ºC e 24ºC.

*Com informações de Andre Rigue, Murillo Ferrari, João de Mari e Stephanie Alves, da CNN

Mais Recentes da CNN