Chelsea volta a vender ingressos após aprovação do governo britânico

Clube estava impedido de realizar qualquer movimentação financeira desde que o Reino Unido aplicou sanções ao seu proprietário, Roman Abramovich

Atacante Lukaku, do Chelsea, celebra gol marcado na final do Mundial de Clubes de 2022
Atacante Lukaku, do Chelsea, celebra gol marcado na final do Mundial de Clubes de 2022 ESTADÃO CONTEÚDO

Muvija Mda Reuters

Londres

Ouvir notícia

O Chelsea Football Club divulgou nesta terça-feira (29) detalhes do processo de venda de ingressos para seus próximos jogos, depois que o governo britânico alterou sua licença de operação para permitir que torcedores do clube comprem ingressos.

O Chelsea estava proibido de vender ingressos e fazer qualquer negociação depois que o governo impôs sanções ao proprietário russo Roman Abramovich em resposta à invasão da Ucrânia por Moscou.

No entanto, o Departamento de Digital, Cultura, Mídia e Esporte na semana passada ajustou sua licença para permitir que o clube venda ingressos, com todos os lucros destinados aos organizadores relevantes da competição e não ao Chelsea.

 

Mais Recentes da CNN