Com julgamento marcado para domingo (16), Djokovic retorna a centro de detenção

Após ter visto cancelado novamente, tenista tenta contestação final para competir no Aberto da Austrália

Novak Djokovic treina em Melbourne Park para o Aberto da Austrália
Novak Djokovic treina em Melbourne Park para o Aberto da Austrália 13/01/2022 REUTERS/Loren Elliott

Renju Joseda Reuters

Ouvir notícia

O tenista número um do mundo, Novak Djokovic, chegou ao Park Hotel, o mesmo hotel de detenção de imigrantes onde foi detido na semana passada, pouco antes das 15h30 (1h30 horário de Brasília) deste sábado (15).

O hotel também está sendo usado para manter 33 requerentes de asilo e viajantes em quarentena de Covid-19. Djokovic se entregou aos oficiais de imigração para detenção após ordem judicial emitida na sexta-feira (14).

Horas antes, o governo australiano decidiu cancelar o visto de Djokovic pela segunda vez, dizendo que o sérvio, não vacinado contra a Covid-19, pode representar um risco para a comunidade.

Os advogados do tenista contestaram a ação, e o caso será julgado por um tribunal federal da Austrália neste domingo (16). A decisão tomada pelo tribunal será final, sem possibilidade de apelação.

Djokovic espera poder jogar o Aberto da Austrália, vencido nove vezes por ele, que começará nesta segunda-feira (17).

Mais Recentes da CNN