Depois de suspensão por protestos no Peru, estreia do Flamengo na Libertadores é mantida

Presidente peruano retirou toque de recolher na capital após anunciar medida para conter manifestações contra custos de combustíveis; início da partida foi atrasado em 30 minutos

Jogadores do Flamengo comemoram gol contra o Barcelona de Guayaquil na Libertadores de 2021
Jogadores do Flamengo comemoram gol contra o Barcelona de Guayaquil na Libertadores de 2021 Marcelo Cortes / Flamengo

Beatriz Puenteda CNN

No Rio de Janeiro

Ouvir notícia

Depois de ser suspensa, a partida de estreia do Flamengo na Copa Libertadores da América, marcada para a noite desta terça-feira (5), foi realizada. O jogo contra o Sporting Cristal foi retomado após o presidente peruano, Pedro Castillo, cancelar o toque de recolher na capital, em Lima.

E o time brasileiro estreou com vitória por 2 a 0, com gols de Bruno Henrique e Matheuzinho.

A Copa Libertadores da América (Conmebol) afirmou que a partida terá que ser adiada em 30 minutos para que seja cumprido o regulamento que prevê a chegada dos atletas no estádio pelo menos 90 minutos antes do início do jogo. A disputa estava marcada para às 21h30 desta terça-feira (5), mas será realizada às 22h (horário de Brasília).

Nesta manhã, o time rubro-negro treinou no Centro de Treinamento da Seleção Peruana. O presidente Pedro Castillo impôs um toque de recolher na capital para tentar conter os protestos que se espalharam por todo o país. Porém, retirou a medida faltando uma pouco mais de uma hora para o início do jogo.

Essa é a segunda semana de protestos violentos conta o aumento dos preços dos combustíveis e fertilizantes, em Lima. O aumento dos preços é reflexo dos impactos provocados pela guerra no leste europeu. Segundo o governo peruano, pelo menos quatro pessoas morreram durante as manifestações.

Mais informações em instantes

Mais Recentes da CNN