Conselho da Premier League destitui Abramovich da diretoria do Chelsea

Abramovich é russo e dono do clube, e chegou a anunciar processo de venda, mas ele foi suspenso

Dono do Chelsea, Roman Abramovich, no estádio Stamford Bridge
Dono do Chelsea, Roman Abramovich, no estádio Stamford Bridge Action Images via Reuters / John Sibley Livepic

Shrivathsa Sridharda Reuters

Ouvir notícia

O conselho da Premier League destituiu o proprietário do Chelsea, Roman Abramovich, como diretor do clube de futebol inglês depois que ele foi sancionado pelo governo britânico pela invasão da Ucrânia pela Rússia, informou a liga em comunicado neste sábado (12).

Abramovich, que estava sob escrutínio após a invasão da Rússia, disse na semana passada que estava vendendo o clube de Londres. Mas a venda está agora suspensa, com o Chelsea operando sob uma licença especial do governo.

“A decisão do conselho não afeta a capacidade do clube de treinar e jogar, conforme estabelecido nos termos de uma licença emitida pelo governo que expira em 31 de maio de 2022”, afirmou a liga.

O Chelsea não respondeu imediatamente a um pedido de comentário da Reuters.

O governo do Reino Unido saudou a mudança e disse que não se opunha à venda do clube. Ele acrescentou que havia alterado a licença especial para que o clube pudesse gastar 900.000 libras para organizar cada uma de suas partidas.

“Congratulamos a ação da Premier League de desqualificar Roman Abramovich como diretor do clube de futebol. O governo deixou claro que precisamos responsabilizar aqueles que permitiram a existência do regime de Putin”, disse um porta-voz do Departamento de Esporte.

“Estamos abertos a uma venda do clube e consideraríamos um pedido de licença para permitir que isso aconteça”, acrescentou.

A equipe pode continuar jogando e pagar jogadores e funcionários, mas não pode transferir jogadores para dentro ou para fora, pois o governo tenta impedir que Abramovich se beneficie de alguma forma com essas mudanças.

Abramovich comprou o Chelsea em 2003 por 140 milhões de libras (US$ 182,5 milhões), e seu investimento resultou na era de maior sucesso da história do time, com a conquista de cinco títulos da Premier League, cinco Copas da Inglaterra e a Liga dos Campeões duas vezes.

O principal patrocinador de camisas do Chelsea, a rede móvel Three, suspendeu os vínculos, enquanto outro patrocinador, a Trivago, disse que permaneceria com o clube.

A Rússia diz que suas ações na Ucrânia são uma “operação militar especial” projetada não para ocupar território, mas para destruir as capacidades militares de seu vizinho e capturar o que considera nacionalistas perigosos.

A entrada na lista de sanções britânicas descreveu Abramovich como “um empresário russo proeminente e oligarca pró-Kremlin” que desfrutou de “um relacionamento próximo por décadas” com o presidente russo Vladimir Putin. Abramovich negou ter tais laços.

O Chelsea, terceiro no campeonato com 56 pontos em 27 partidas, recebe o Newcastle United no domingo (13).

Mais Recentes da CNN