Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    De virada, Atlético-MG vence Fortaleza em rodada do Brasileirão

    Partida foi disputada no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, neste sábado (25)

    O jogador Rubens comemora gol durante a partida entre Atlético Mineiro e Fortaleza válido pelo Campeonato Brasileiro
    O jogador Rubens comemora gol durante a partida entre Atlético Mineiro e Fortaleza válido pelo Campeonato Brasileiro Cristiane Mattos/Futura Press/Estadão Conteúdo (25.jun.2022)

    Leandro Silveiracolaboração para a CNN

    Ouvir notícia

    Com uma incrível reação no segundo tempo, o Atlético-MG conseguiu uma virada espetacular para voltar a vencer no Campeonato Brasileiro. Com gols de Rubens, Réver e um contra de Matheus Jussa já nos acréscimos, derrotou o Fortaleza por 3 a 2, na noite deste sábado (25), em duelo válido pela 14ª rodada.

    Romarinho, duas vezes, no primeiro tempo, havia colocado o time cearense em vantagem.

    O resultado leva o Atlético-MG aos 24 pontos, ainda fora do G4, a zona de classificação à fase de grupos da Copa Libertadores de 2023, em quinto lugar, atrás de Athletico-PR e Internacional em função dos critérios de desempate, assim como de Corinthians, com 26, e Palmeiras, com 28.

    Acabou pesando para o Atlético-MG o poder de reação e a força na jogada área, com todos os gols da equipe saindo após os 31 minutos do segundo tempo.

    Assim, se superou após a escalação de um time cheio de reservas e em um esquema tático fora do usual, com três zagueiros, o que deixou a equipe pouco competitiva no primeiro tempo, quando foi vazada duas vezes. E a reação na etapa final ampliou a série invicta do time para 5 jogos, com 3 vitórias.

    O Fortaleza, por sua vez, perdeu a chance de consolidar a sua recuperação após um início ruim de Brasileirão. O time agora está com 10 pontos, em 19º lugar, na briga para deixar a zona de rebaixamento. E neste sábado até teve brilhante atuação de Romarinho, autor de dois gols, mas deixou o Mineirão com uma dura derrota.

    O duelo foi acompanhado no Mineirão pelo atacante Alan Kardec, anunciado como reforço pelo Atlético-MG na última sexta-feira e que estava no futebol chinês desde 2016, assim como por Hulk, poupado em função de um edema no pé direito.

    Como foi o jogo

    Às vésperas do início do mata-mata da Copa Libertadores e após dois importantes confrontos com o Flamengo, o Atlético-MG foi a campo com uma formação bastante diferente da usual.

    O time, que já não tinha os suspensos Mariano e Nacho Fernández, deu um descanso a Hulk. Além disso, não teve os lesionados Keno, Zaracho e Jair. E ainda deixou Ademir, Nathan Silva, Vargas e Otávio no banco de reservas.

    Assim, o Atlético-MG iniciou o duelo com uma formação de 3 zagueiros, sendo um deles Igor Rabello, que ainda não havia atuado nesta edição do Brasileirão, e tendo só 4 jogadores considerados titulares, todos no sistema defensivo: Everson, Alonso, Arana e Allan.

    E essa formação custou caro ao Atlético-MG. Sem conjunto, não conseguiu criar e ainda cedeu muitos espaços ao Fortaleza, que dominou o primeiro tempo. E após ficar com a bola desde o apito inicial, abriu o placar logo no terceiro minuto, com um disparo de fora da área de Romarinho, após receber passe de Moisés.

    O Fortaleza, então, recuou, deixando a posse com o Atlético-MG, que não encontrava espaços para ameaçar a meta de Marcelo Boeck. E preparado para contra-atacar, o time cearense aproveitou erro de Réver na tentativa de armar o time no campo ofensivo para marcar pela segunda vez.

    Dessa vez, Moisés avançou em velocidade até servir Romarinho. Livre na esquerda, bateu cruzado para fazer 2 a 0.

    A desvantagem fez Turco Mohamed deixar de lado a formação com três zagueiros, tirando Alonso para promover a entrada de Vargas. Mas o cenário do jogo não se modificou. Ainda que com muita posse de bola, o Atlético-MG não conseguia criar e ainda dava espaços para o Fortaleza. E só conseguiu finalizar pela primeira vez no duelo aos 37 minutos.

    Muito mais perigoso, o time visitante ainda poderia ter marcado mais vezes, com Titi, após escanteio, aos 34, e Pikachu, em contra-ataque, aos 47, com a sua cavadinha parando em Everson.

    Na volta para o segundo tempo, o Atlético-MG retornou com mais três trocas: as entradas de Otávio, Rubens e Fábio Gomes. As mudanças deram mais organização ao time, mais bem posicionado para a etapa final, tirando um pouco do conforto do adversário. Mas vinha sendo insuficiente para ameaçar o Fortaleza, tanto que nem conseguia infiltrar na área.

    O Atlético-MG, então, começou a apostar mais nos cruzamentos. E teve sucesso aos 32 minutos. Vargas encontrou Rubens no lado esquerdo da grande área. Ele finalizou cruzado para marcar pela primeira vez entre os profissionais. A partir daí, a pressão se intensificou. E o empate veio em mais uma jogada aérea. Aos 41, Guga cruzou, Igor Rabello escorou de cabeça e Réver testou para as redes, fazendo 2 a 2.

    Ainda houve tempo para a virada nos acréscimos. Aos 51 minutos, Arana levantou a bola na área em cobrança de falta e Vargas fez o desvio. Matheus Jussa tentou fazer o corte, mas mandou para o fundo das redes: Galo 3 a 2.

    Agenda

    Após o compromisso deste sábado, os times irão a campo, no meio de semana, pelas oitavas de final da Copa Libertadores. Na terça-feira, o Atlético-MG vai visitar o Emelec, no Equador. Já na quinta, o Fortaleza receberá o Estudiantes, no Castelão.

    Mais Recentes da CNN