Cidade não foi ouvida em decisão sobre Copa América, diz prefeito de Cuiabá

Em entrevista à CNN, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) disse que a decisão foi de âmbito federal e estadual

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Em entrevista à CNN, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), afirmou que a decisão de tornar a cidade um dos locais a receber jogos da Copa América não envolveu o município. Segundo Pinheiro, a decisão de sediar a competição foi dos governos federal e do Mato Grosso em acerto com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF). 

O prefeito de Cuiabá diz que, caso fosse consultada, a cidade se posicionaria contra a realização das partidas da competição. “Se dependesse de uma decisão do município, seríamos contra”, disse o prefeito. 

“Nesse momento, é desaconselhável um espetáculo dessa envergadura em Cuiabá, especialmente porque não sabemos ao certo como será a movimentação.”

A competição está prevista para acontecer entre 13 de junho e 10 de julho. Além do Mato Grosso, as partidas vão ocorrer no Rio de Janeiro, Distrito Federal e Goiás.

Pinheiro ainda ressaltou a importância da aceleração da vacinação contra a Covid-19 em Cuiabá por conta do evento. De acordo com o prefeito, a cidade precisa de 670 mil doses para imunizar toda a população.

“A única forma que eu vejo de compensar Cuiabá, além das medidas rígidas de biossegurança e dos protocolos necessários para proteger a população, é a vacinação em massa.”

O prefeito de Cuiabá (MT), Emanuel Pinheiro, em foto de 2017
O prefeito de Cuiabá (MT), Emanuel Pinheiro
Foto: Tchélo Figueiredo/Prefeitura de Cuiabá

Mais Recentes da CNN