Dois técnicos são demitidos após a primeira rodada do Brasileirão Série A

Alberto Valentim, do Atlhetico-PR, e Marquinhos Santos, do América-MG, deixaram seus respectivos clubes neste domingo (10)

Henrique Andradeda CNN

São Paulo

Ouvir notícia

A Série A do Campeonato Brasileiro 2022 começou neste sábado (9) e não demorou para registrar as primeiras mudanças no comando das equipes. A primeira rodada só termina nesta segunda-feira (11), mas dois técnicos já deixaram seus clubes: Alberto Valentim, do Athletico-PR, e Marquinhos Santos, do América-MG.

O clube paranaense informou em comunicado neste domingo (10) que Valentim solicitou sua saída após a derrota por 4 a 0 para o São Paulo. “Em comum acordo com a diretoria, estou me desligando do clube”, disse ele em entrevista coletiva após a partida,

Valentim assumiu o Furação no início de outubro do ano passado após a saída de Anoónio Oliveira. Sob seu comando, o Athletico foi campeão da Sul-Americana e chegou à final da Copa do Brasil, onde foi derrotado pelo Atlético-MG. Em 28 partidas com Valentim, o clube venceu oito, empatou oito e perdeu 12.

O técnico também foi demitido após a primeira rodada do Campeonato Brasileiro do ano passado, quando comandava o Cuiabá.

Já o América-MG, que perdeu para o Avaí por 1 a 0 na estreia do Brasileirão, informou que encerrou o contrato de Marquinhos Santos após reunião entre a comissão técnica e a diretoria.

Técnico Marquinhos Santos / Mourão Panda/América

Santos assumiu o Coelho no fim de outubro, após a saída de Vagner Mancini. Sob seu comando, o time mineiro conseguiu sua melhor posição na história da Série A, conquistando vaga inédita para a Copa Libertadores deste ano.

De forma heroica, o América superou as duas fases da pré-Libertadores e se classificou para a fase de grupos da competição, na qual estreou com derrota na última quarta-feira (6). Em 31 jogos, foram 12 vitórias, oito empates e 11 derrotas.

Agressão no Campeonato Capixaba

Marcielly Netto, assistente do quadro da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), foi agredida neste domingo (10) pelo técnico da Desportiva Ferroviária, Rafael Soriano.

Após o fim do primeiro tempo entre a Desporiva e o Nova Venécia, válido pelas quartas de final do Campeonato Capixaba, o trio de arbitragem foi cercado por jogadores e comissão técnica.

Soriano recebeu cartão amarelo pela reclamação, mas não recuou e seguiu protestando contra a arbitragem. O técnico então deu uma cabeçada em Marcielly e foi expulso pelo árbitro da partida, além de ser demitido do Desportiva posteriormente.

“A Desportiva Ferroviária vem a público informar que repudia toda e qualquer tipo de violência, seja física, verbal, moral ou emocional, principalmente contra mulheres, e nos solidarizamos com a assistente de arbitragem Marcielly Netto, nos colocando à disposição para aquilo que for necessário. Informamos também que , diante do ocorrido, o treinador Rafael Soriano foi desligado do clube”, informou a Desportiva em nota.

Mais Recentes da CNN