Dono do Botafogo pede desculpas após dizer à CNN que teria comprado o Londrina “se não quisesse títulos”

John Textor fez declaração em entrevista ao CNN Soft Business; clube paranaense reagiu e classificou comentário como "no mínimo infeliz"

Giovanna Galvanida CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

O investidor americano John Textor, dono de 90% da SAF do Botafogo, pediu desculpas ao Londrina Futebol Clube por afirmar que teria comprado o time “se não quisesse títulos”, uma declaração dada em entrevista ao programa CNN Soft Business exibido no domingo (20).

Questionado sobre ter como foco ganhar campeonatos ou faturar com o Botafogo, Textor respondeu que é preciso “ganhar antes de fazer dinheiro” e complementou: “É um grande time, eu sei o que os torcedores querem. Se eu não quisesse ganhar campeonatos, teria comprado o Londrina”.

O Londrina reagiu. Em nota, o clube classificou a fala de Textor como “no mínimo infeliz” e relacionou a menção a uma consulta anterior feita pela equipe de Textor para fazer negócios com o time.

“No passado recente, recebemos a consulta por uma pessoa ligada ao empresário americano que haveria interesse do mesmo em aquisição de um time de Série B. Acredito que por isso citou o nome do Londrina”, disse o presidente do clube, Felipe Prochet, segundo a nota divulgada pela equipe.

“Deixamos o recado de quem queira investir no Londrina, não adianta vir com projeto meia boca, nosso objetivo é buscar um parceiro que almeja títulos e no mínimo a Série A”, finalizou Prochet.

John Textor publicou seu pedido de desculpas em um comunicado, e o direcionou ao Londrina e ao presidente do clube: “Ao mencionar o Londrina como o exemplo, aparentou que eu estava sendo desdenhoso com o clube e sua comunidade, e eu sinto muito por essa implicação”.

Além disso, Textor confirmou o comentário de Felipe Prochet de que ele pensou no time devido ao seu interesse prévio em fazer negócios com a equipe paranaense.

“A razão pela qual o Londrina estava na ponta da língua, naquele momento, é que eu passei um grande tempo pensando sobre o clube e sua comunidade quando comecei a olhar para o Brasil”, escreveu o investidor.

“Eu fiquei impressionado como que o Londrina, sendo um clube bem gerido, com uma ótima história, poderia se tornar importante novamente apenas com uma quantidade pequena de investimento”, complementou.

Textor finaliza o pedido de desculpas dizendo ser “um grande fã do Londrina” e diz que, se pudesse, retiraria o comentário. A nota também foi compartilhada nas redes sociais do investidor.

Mais Recentes da CNN