Esposa de Schumacher diz que ex-piloto está “diferente, mas aqui”

"Fazemos tudo o que podemos para deixar Michael melhor e para que ele se sinta confortável", diz Corinna. Documentário sobre ex-piloto irá estrear na Netflix

O ex-piloto Michael Schumacher
O ex-piloto Michael Schumacher Pietro Naj-Oleari/European Parliament

Reuters

Ouvir notícia

A esposa de Michael Schumacher, Corinna, disse que a lenda da Fórmula 1 está “diferente, mas está aqui” enquanto o alemão de 52 anos continua sua reabilitação de uma lesão cerebral sofrida em um acidente de esqui em dezembro de 2013.

A família manteve atualizações mínimas sobre a saúde de Schumacher desde o acidente e dias antes da estreia de um documentário sobre o ex-piloto na Netflix, marcada para 15 de setembro, Corinna disse que privacidade é muito importante para eles.

“Ele ainda me mostra como é forte todos os dias”, disse ela.

“Vivemos juntos em casa. Fazemos terapia. Fazemos tudo o que podemos para deixar Michael melhor e para que ele se sinta confortável. E simplesmente para fazê-lo sentir nossa família, nosso vínculo.”

“E não importa o que aconteça, farei tudo o que puder. Todos nós faremos. Estamos tentando continuar como uma família, do jeito que Michael gostava e ainda gosta. E estamos continuando com nossas vidas”, acrescentou.

“‘Privado é privado’, como ele sempre disse. É muito importante para mim que ele possa continuar a desfrutar de sua vida privada tanto quanto possível. Michael sempre nos protegeu e agora estamos protegendo Michael”, concluiu.

Schumacher venceu dois campeonatos de Fórmula 1 pela Benneton em 1994 e 1995 e depois cinco campeonatos consecutivos pela Ferrari, entre 2000 e 2004. Ele se aposentou em 2006, mas voltou para a competir com a Mercedes de 2010 a 2012.

O filho de Michael e Corinna, Mick, está em sua temporada de estreia na Fórmula 1 com a equipe Haas.

Tópicos

Mais Recentes da CNN