Grêmio vai à justiça para tentar barrar público em jogo contra o Flamengo

Dirigentes do time gaúcho citam a falta de isonomia como principal argumento para a tentativa de barrar o público no Maracanã

Grêmio recorre ao STJD contra público no Maracanã na partida contra o Flam,engo pela Copa do Brasil
Grêmio recorre ao STJD contra público no Maracanã na partida contra o Flam,engo pela Copa do Brasil Alexandre Vidal / Flamengo

Lucas JanoneElis Barretoda CNN

no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

O Grêmio vai ingressar com um segundo pedido judicial para tentar impedir a presença de torcedores no confronto contra o Flamengo, nesta quarta-feira (15), em partida válida pelas quartas de final da Copa do Brasil.

A peça será enviada ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) ainda nesta segunda-feira (13), segundo o diretor jurídico do clube, Nestor Hein. Procurado pela reportagem da CNN, o Flamengo disse que não vai se pronunciar sobre o caso.

O dirigente do Grêmio confirmou à CNN que o time gaúcho vai ingressar com um mandado de garantia, um “procedimento especial para combater os comportamentos ilegais ou anômicos das autoridades que insistam em agir ou se omitir aos interesses sociais”.

A expectativa é que o pedido seja analisado ao longo desta terça-feira (14) e que a liminar concedida pelo presidente do STJD, Otavio Noronha, seja derrubada.

Os cartolas do time gaúcho citam a falta de isonomia e o equilíbrio técnico como principais argumentos para a tentativa de barrar o público no Maracanã. A partida de ida, que teve mando de campo do clube de Porto Alegre, não contou com a presença de espectadores.

Na última sexta-feira (11), o Grêmio e outros dezesseis clubes brasileiros da série A recorreram ao STJD para tentar suspender a liminar cedida ao Flamengo, que libera a presença de público em três eventos testes no Maracanã (RJ). Entretanto, o presidente do tribunal Otavio Noronha, garantiu nesta segunda-feira (13) que não há data prevista para analisar a ação judicial e afirmou que não fará sessão extraordinária para avaliar o pedido.

Apesar de não concordar com a participação de torcedores no jogo desta quarta (14), o Grêmio vai entrar em campo, caso o pedido não seja analisado em tempo. O departamento de futebol do clube viaja normalmente para o Rio de Janeiro nesta terça-feira (14).

Mais Recentes da CNN