Gustavo de Conti é o novo treinador da seleção brasileira masculina de basquete

Novo comandante acumulará a nova função com a de técnico do Flamengo

Gustavo de Conti é o novo treinador da seleção brasileira de basquete masculino
Gustavo de Conti é o novo treinador da seleção brasileira de basquete masculino CBB/Divulgação

Stéfano Sallesda CNN

No Rio de Janeiro

Ouvir notícia

Com a demissão do sérvio Aleksandar Petrovic após o Brasil ter ficado fora das Olimpíadas de Tóquio-2020 no basquete masculino, a seleção tem novo treinador.

A Confederação Brasileira de Basquete (CBB) anunciou nesta segunda-feira (20) a contratação de Gustavo de Conti, interrompendo um ciclo de 13 anos em que a equipe foi dirigida por estrangeiros.

De Conti tem 41 anos e vai acumular a nova função com a anterior: de treinador do Flamengo.

Ele é detentor dos últimos três títulos nacionais, o Novo Basquete Brasil (NBB). O primeiro pelo Paulistano, onde despontou, e os dois seguintes pelo rubro-negro da Gávea. Na última temporada, foi campeão também da Champions League das Américas, principal competição de clubes do continente.

O treinador conquistou ainda três campeonatos cariocas pelo rubro-negro e um campeonato paulista, no comando do Paulistano. Ele chega à seleção com o objetivo de classificar a equipe verde e amarela para os Jogos Olímpicos de Paris-2024.

“Agradeço ao presidente pelo convite e ao Flamengo pela liberação para seguir no clube e treinar também a seleção. É a realização de um sonho e um desafio na minha carreira. Não será uma trajetória fácil, o basquete mundial é muito equilibrado, mas tenho certeza que podemos entrar em todas as competições para brigar por coisas boas”, afirmou o treinador.

Treinador brasileiro

O último treinador brasileiro da seleção foi Lula Pereira, em 2008, quando deixou o cargo para que o espanhol Moncho Monsalve assumisse o posto. Desta vez, Petrovic deixou a função para se tornar treinador do Pesaro, da Itália.

O novo treinador terá seu primeiro desafio na nova função apenas em novembro, na abertura das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2023, quando o Brasil fará dois jogos contra o Chile, em local e horário a ser definido.

A disputa classificará sete seleções da América para a Copa do Mundo, que será realizada na China e classificará as duas equipes do continente para Paris-2024.

No entanto, as seleções eliminadas terão mais uma chance de chegar a Paris: o pré-olímpico mundial, com representantes de outros continentes.

Mais Recentes da CNN