Jogo entre Brasil e Uruguai pelas Eliminatórias terá torcida na Arena da Amazônia

Governo estadual e CBF definiram público de 30%; partida será em 14 de outubro

Arena da Amazônia, em Manaus, terá público em partida da seleção
Arena da Amazônia, em Manaus, terá público em partida da seleção Bianca Paiva/Agência Brasil

André Cattoda CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

O governo do Amazonas e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) definiram que a partida entre Brasil e Uruguai, prevista para o dia 14 de outubro na Arena da Amazônia, terá a presença de torcida. O público será limitado a 30% da capacidade do estádio.

O clássico sul-americano é válido pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, que ocorrerá no Catar.

Estão entre os 30% o público pagante e os convidados, o que corresponde a cerca de 12 mil pessoas. Segundo o governo estadual, a CBF ainda irá divulgar o esquema de venda dos ingressos.

Para o retorno da torcida, serão cumpridos protocolos de segurança, como o uso obrigatório de máscaras e o distanciamento social. Outras definições sobre o evento esportivo sairão após nova reunião com a CBF, o que deve ocorrer na próxima semana.

Segundo o governador do Amazonas, Wilson Lima, a presença de público foi possível por causa do avanço da vacinação contra a Covid-19.

A preparação da Arena da Amazônia para a partida será de responsabilidade tanto da CBF quanto do governo do Amazonas.

Campanha 100%

A seleção brasileira apresenta ótima campanha nas Eliminatórias, com oito vitórias em oito jogos.

Na última partida válida pela competição, o Brasil venceu o Peru por 2 a 0 e chegou a 24 pontos, o que ampliou a distância para a segunda colocada, Argentina, que soma 18 pontos.

Em terceiro e quarto lugares estão o Uruguai e o Equador, com 15 e 13 pontos, respectivamente.

A previsão é que os brasileiros enfrentem, no próximo dia 7 de outubro, a seleção da Venezuela, que amarga o último lugar na competição, com apenas quatro pontos. A partida será no país vizinho.

Já no dia 10 de outubro, a adversária será a Colômbia, quinta colocada, também fora de casa.

Mais Recentes da CNN