Jogos Paralímpicos começam na terça-feira (24) com Brasil entre favoritos

País aposta no atletismo para se manter entre as potências da competição

Matheus Meirellesda CNN

São Paulo

Ouvir notícia

Os Jogos Paralímpicos de Tóquio começam na próxima terça-feira (24) e a expectativa é grande para o desempenho do Brasil. A delegação luta para se manter entre as potências do esporte paralímpico.

Nas últimas três Paralímpiadas, o Brasil ficou entre os 10 primeiros países do quadro de medalhas. Em 2016, no Rio de Janeiro, veio o melhor resultado: foram 72 medalhas, o maior número já alcançado pela delegação brasileira.

Em Tóquio, serão 260 atletas brasileiros, incluindo alguns sem deficiência como guias, calheiros, goleiros e timoneiros. Das 22 modalidades praticadas, o país está representado em 20. O destaque fica para uma modalidade acostumada a brilhar em Paralimpíadas: o atletismo.

A modalidade é a em que o Brasil mais conquistou medalhas em Jogos Paralímpicos. Ao todo, o país já faturou 142 medalhas no atletismo neste evento: 40 de ouro, 61 de prata e 41 de bronze.

No atletismo, podem praticar atletas com deficiência física, visual ou intelectual. A expectativa é manter os bons resultados das últimas três edições.

A atleta Livea Flor tem baixa visão e corre tanto os 1.500 metros quanto a maratona. A pandemia atrapalhou a preparação dela para Tóquio, mas os treinamentos para Paris, em 2024, já começaram.

Livea acredita que a inclusão e a visibilidade do esporte paralímpico são os caminhos para a formação das pessoas.

“Para nós que somos atletas paralímpicos, quando estamos juntos, ninguém vê a deficiência do outro, vemos a pessoa e o atleta. O que queremos passar para todos é que eles vejam o atleta, e não a limitação ou deficiência dele”, diz Livea.

A Paralimpíada de Tóquio começa na próxima terça-feira e vai até o dia 5 de setembro.

Atletismo é uma das grandes apostas do Brasil na Paralimpíadas de 2020 / Reprodução/CNN Brasil (21.ago.2021)

Mais Recentes da CNN