Jogos Paralímpicos de Tóquio: Veja imagens da cerimônia abertura do evento

A cerimônia aconteceu nesta terça-feira (24) e contou com os atletas Evelyn Vieira de Oliveira e Petrúcio Ferreira dos Santos representando a delegação brasileira

Atletas assistem à queima de fogos na Abertura dos Jogos Paralímpicos de Tóquio - 24 ago. 2021
Atletas assistem à queima de fogos na Abertura dos Jogos Paralímpicos de Tóquio - 24 ago. 2021 AP Photo/Eugene Hoshiko

Luana Franzãoda CNN*

São Paulo

Ouvir notícia

Nesta terça-feira (24) aconteceu a Cerimônia de Abertura dos Jogos Paralímpicos de Tóquio, no Estádio Olímpico da capital japonesa. Com participação reduzida da delegação brasileira, o evento contou com a presença de atletas, mas sem público.

O Brasil foi representado por apenas dois atletas, como na abertura da Olimpíada no final de julho. A decisão de levar poucos atletas foi tomada para prevenir contágios e infecções da Covid-19 entre os participantes, o que poderia interferir no desempenho do país no evento. Petrúcio Ferreira, do atletismo, e Evelyn Oliveira, da bocha, carregaram a bandeira nacional em meio a sorrisos.

A falta de atletas do Afeganistão não passou despercebida. A bandeira do país desfilou sem a companhia dos dois competidores que o representariam, que foram impedidos de participar da Paralimpíada pelos acontecimentos recentes e a tomada do poder pelo Talibã.

O desempenho dos brasileiros nas últimas edições das Paralimpíadas é de destaque: na edição de 2016, sediada no Rio de Janeiro, o Brasil acumulou 14 ouros, 29 pratas e 29 bronzes – totalizando 72 medalhas.

Os Jogos Paralímpicos de Tóquio têm o encerramento previsto para 5 de setembro.

Tóquio e a Covid-19

O segundo evento olímpico do país neste ano chega em meio à pior crise da Covid-19 enfrentada pelo Japão até o momento, durante a pandemia.

O sistema de saúde do país está sobrecarregado, e o governo de Tóquio chegou a pedir aos hospitais da cidade que aceitem mais pacientes portadores do coronavírus na segunda-feira (23). As infecções causaram o endurecimento de medidas de emergência na capital e nos arredores, para tentar conter o surto durante a Paralimpíada.

O Comitê Paralímpico Internacional (CPI) adotará protocolos semelhantes àqueles vistos na Olimpíada, como testagem frequente e a ausência de público nas arenas. Cerca de 88% dos participantes do evento foram vacinados, de acordo com Craig Spence, porta-voz do Comitê Olímpico Internacional (COI).

A situação difícil fez com que grupos de moradores de Tóquio protestassem do lado de fora do Estádio Olímpico durante a abertura da Paralimpíada, pedindo o cancelamento da competição e demonstrando a insatisfação com a situação do Japão.

“Comparando com a Olimpíada, as infecções de Covid se disseminam mais agora. Tenho muitos receios, mas acredito que o Japão, como país-sede, está fazendo todos os esforços para que os atletas possam competir em segurança nos Jogos”, disse à Reuters Kana Matsuyama, moradora de Tóquio.

*Com informações da Reuters

*sob supervisão

 

Mais Recentes da CNN