Maracanã recebe mais de 23 mil torcedores em jogo do Flamengo na Libertadores

Liberação do público é mais um evento-teste da prefeitura do Rio de Janeiro

Flamengo x Barcelona de Guayaquil - Copa Libertadores
Flamengo x Barcelona de Guayaquil - Copa Libertadores Marcelo Cortes / Flamengo

Jaqueline Frizonda CNN

no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

Torcedores do Flamengo não se importaram com a chuva fraca e o clima ameno na capital fluminense e foram em peso ao Maracanã, nesta quarta-feira (22). A liberação do público é mais um evento-teste da prefeitura do Rio de Janeiro.

O jogo entre Flamengo x Barcelona de Guayaquil pela semifinal da Libertadores teve liberada metade da capacidade do estádio. Foram 22.193 pessoas de público pagante; 23.083 pessoas de público presente e renda de R$ 4.062.780,00.

Dentro de campo, o Flamengo viajará para o Equador com uma boa vantagem. A equipe rubro-negra venceu a partida desta quarta por 2 a 0, gols de Bruno Henrique.

O público desta quarta-feira foi bem maior que os mais de 6 mil pagantes do jogo da última semana contra o Grêmio pela Copa do Brasil. Na entrada do estádio a diferença de público era visível.

Além de mais gente, os torcedores menores de 15 anos puderam acompanhar a Libertadores. Diferentemente da Copa do Brasil, que não autorizou a entrada de quem ainda não tinha sido imunizado contra a Covid-19. Os jovens levaram exame PCR negativo e tiveram que ir acompanhados de pais ou responsáveis legais.

Para evitar o quase inevitável quando o assunto é futebol, os torcedores retiraram os ingressos na parte da manhã e da tarde. Alguns pontos tiveram filas. Para ter acesso ao estádio à noite, era necessário apresentar exame PCR negativo e o passaporte da vacina.

Como em todos os jogos no Maracanã, mas especialmente os jogos em tempos de coronavírus, a segurança do entorno do estádio foi reforçada. Ruas próximas foram fechadas no início da noite e o metrô funcionou em horário especial para levar para casa os torcedores.

Mais Recentes da CNN