Mulher é presa por atirar com pistola d’água contra portador da tocha olímpica

Kayoko Takahashi, de 53 anos, foi detida pela polícia japonesa; ela disse ser contra a realização da Olimpíada no país

Mulher presa por supostamente atirar com pistola d'água contra o portador da tocha olímpica
Mulher presa por supostamente atirar com pistola d'água contra o portador da tocha olímpica Foto: Reprodução/Reuters

Reuters

Ouvir notícia

Kayoko Takahashi, de 53 anos, foi presa pela polícia na cidade de Mito, na província de Ibaraki, cerca de 100 quilômetros a nordeste de Tóquio, após tentar apagar a chama da tocha olímpica com uma pistola d’água. Ela foi detida sob suspeita de “obstrução forçada de negócios”.

Um vídeo filmado por um jovem de 17 anos, que atende pelo nome de Hotori Amano, mostra Takahashi esguichando líquido de uma pistola d’água e gritando “apague o fogo da tocha, sou contra a Olimpíada de Tóquio!”

Imediatamente depois, o pessoal de segurança correndo com o portador da tocha prendeu a mulher.

De acordo com relatos da mídia japonesa, Takahashi admitiu as acusações.

Amano, que conversou com a Reuters na terça-feira (6), disse não ter ideia de que sua companheira tinha uma pistola d’água e tinha planos de interromper o revezamento da tocha.

Ele também disse que ambos são contra a realização da Olimpíada de Tóquio, mas veio assistir ao revezamento para apreciar os eventos festivos.

A Olimpíada de Tóquio está programada para começar em 23 de julho.

Mais Recentes da CNN