Olimpíadas 2020: Entenda o que significa a sigla ROC usada por alguns atletas

Se você tem assistido às Olimpíadas de Tóquio este ano, pôde notar uma abreviatura desconhecida: ROC. Entenda o que ela significa

Russos usam as cores do país, mas não a sua bandeira
Russos usam as cores do país, mas não a sua bandeira Foto: Ashley Landis/AP

Rachel Trent, da CNN

Ouvir notícia

Se você tem assistido às Olimpíadas de Tóquio este ano, pôde notar uma abreviatura desconhecida: ROC. A sigla significa “Comitê Olímpico Russo”, e é essencialmente uma brecha que permite aos atletas russos competir nas Olimpíadas enquanto seu país está banido dos Jogos por causa de seu escândalo de doping.

Existem algumas regras específicas que o ROC deve seguir para deixar claro que não representa a Rússia. Mas, primeiro, um lembrete sobre como a Rússia chegou aqui, em primeiro lugar.

A proibição russa

Em 2019, a agência mundial antidoping baniu a Rússia de todas as competições esportivas internacionais, incluindo as Olimpíadas, por quatro anos por não conformidade com o doping.

A punição estava relacionada a inconsistências nos dados recuperados pela agência em janeiro de 2019 do laboratório de Moscou no centro de um relatório de 2016 que descobriu uma rede de doping esportiva patrocinada pelo estado ampla e sofisticada.

O comitê de revisão de conformidade da agência mundial sugeriu sanções porque a agência antidopagem russa falhou em cooperar totalmente durante as investigações nos esportes do país.

No ano passado, o Tribunal de Arbitragem do Esporte cortou a proibição da Rússia pela metade, para dois anos, após uma apelação. A proibição termina em 16 de dezembro de 2022. Até então, os atletas russos não podem competir com o nome, bandeira e hino nacional de seu país nas Olimpíadas de Tóquio em 2020, remarcadas para este verão.

Com Rússia banida dos Jogos, atletas do país desfilam com cores de Comitê
Com a Rússia banida dos Jogos, atletas do país desfilam com cores do Comitê Olímpico Russo
Foto: Natacha Pisarenko – 23.jul.2021/AP

Competindo como atletas neutros

Sob a proibição, os atletas russos ainda podem jogar como atletas neutros — o que significa que eles não representam tecnicamente um país específico — se puderem provar que não têm ligação com o escândalo de doping. Mais de 300 atletas estão fazendo isso nas Olimpíadas de Tóquio.
A equipe ainda usa as cores do país, branco, azul e vermelho, e conta com atletas que representaram a Rússia nas Olimpíadas anteriores.

Mas, em vez da bandeira da Rússia, a bandeira do time exibe suas cores em uma chama olímpica colocada acima dos cinco anéis olímpicos. Se um atleta ganhar o ouro, o “Concerto para Piano Nº 1” de Pyotr Tchaikovsky será tocado em vez do hino nacional russo.

Os russos jogaram com vários nomes de equipes ao longo do século passado, representando o Império Russo, a União Soviética e a Equipe Unificada, de acordo com a página da equipe no site das Olimpíadas.

Mais de 100 atletas russos foram proibidos de participar das Olimpíadas do Rio de 2016, ocorridas logo após a reportagem sobre o doping patrocinado pelo Estado.

A proibição atual também significa que a Rússia não pode ser representada como um país na Copa do Mundo de 2022 ou nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2022, então a bandeira e o hino da Rússia não estarão nas Olimpíadas até os jogos de 2024 em Paris.

(Este texto foi traduzido do inglês; clique aqui para ler o original)

Mais Recentes da CNN