Palmeiras elege Leila Pereira como nova presidente, 1ª mulher a assumir o cargo

Mandato da 40º presidente do clube paulistano começa em 15 de dezembro em substituição a Mauricio Galiotte, no cargo desde 2017

Leila Pereira: primeira mulher a presidir o Palmeiras
Leila Pereira: primeira mulher a presidir o Palmeiras Fabio Menotti/Divulgação Palmeiras

Ana Carolina Nunesda CNN

Ouvir notícia

A Sociedade Esportiva Palmeiras anunciou neste sábado (20) a sua nova presidente para o triênio 2022/2023/2024, a empresária Leila Mejdalani Pereira, que será a 40º presidente do clube e a primeira mulher a assumir o cargo a História do Palmeiras.

Leila foi eleita com 1.897 votos dos associados. Seu mandato começa oficialmente em 15 de dezembro e substituirá Mauricio Galiotte, que preside o clube desde 2017.

O processo de eleição teve 2.141 votantes. A chapa Palmeiras de Todos foi a única inscrita para concorrer ao pleito, mas precisaria superar os 50% de votos para ser eleita. Como a eleição foi por meio de chapas fechadas, os vices não concorreram de forma independente. Se houvesse mais do que 50% de votos brancos, a eleição seria anulada e outra Assembleia Geral seria convocada.

Leila concorreu acompanhada dos candidatos a vice-presidentes Paulo Roberto Buosi, Maria Tereza Ambrósio Bellangero, Neive Conceição Bulla de Andrade e Tarso Luiz Furtado Gouveia – atual primeiro vice-presidente. Buosi foi reeleito. A votação foi realizada por meio de urnas eletrônicas.

Leila Pereira é atualmente presidente da Crefisa, no cargo desde 2008, e do Centro Universitário das Américas (FAM) e gestora de outras 11 empresas do grupo.

Mais Recentes da CNN