Técnico de time feminino dos EUA é demitido após denúncias de assédio sexual

Em um dos relatos, uma jogadora diz que foi obrigada a ter relações sexuais com o técnico inglês Paul Riley, que nega as acusações

Da CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

Nos Estados Unidos, um dos técnicos mais vitoriosos dos últimos anos no futebol feminino foi demitido após surgirem acusações de assédio sexual e moral que ele teria cometido contra jogadoras que treinou.

O inglês Paul Riley foi desligado do North Carolina Courage, equipe bicampeã nacional nos Estados Unidos e onde joga a atacante Debinha, que atua também pela seleção brasileira.

Segundo o clube, a demissão aconteceu por causa de “alegações muito sérias de má conduta do treinador”.

Nesta semana, o site esportivo The Athletic publicou uma reportagem em que várias atletas que já foram treinados por Riley acusam o técnico de uma série de abusos.

Em um dos relatos, uma jogadora diz que foi obrigada a ter relações sexuais com ele.

Outras atletas dizem que foram forçadas pelo treinador a se beijar enquanto estavam concentradas para uma partida. Riley nega as acusações e diz que nunca assediou atletas que comandou.

Além da demissão, o treinador teve a licença de trabalho suspensa pela Associação de Futebol dos Estados Unidos.

(Publicado por Marina Motomura)

 

Mais Recentes da CNN