Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Torcedor Bruninho visita Seleção Brasileira e se emociona ao conhecer Neymar

    Garoto santista de 9 anos, que foi atacado por ter pedido camisa de goleiro do Palmeiras, conheceu jogadores da Seleção no sábado (13)

    Giovanna Galvanida CNN

    em São Paulo

    Ouvir notícia

    O torcedor santista Bruninho, de 9 anos, que foi xingado na última semana por parte da torcida do Santos por pedir a camiseta do goleiro Jailson, do Palmeiras, conheceu parte da Seleção Brasileira no sábado (13) – incluindo o jogador Neymar Jr., um encontro que emocionou o garoto.

    O caso ficou conhecido após o garoto ter ido às redes sociais pedir “desculpas” pelo gesto. Com a repercussão, ele foi apoiado por jogadores do Santos e outros clubes e foi convidado a retornar à Vila Belmiro para assistir, na quarta-feira (10), a vitória do Peixe por 2 a 0 contra o Red Bull Bragantino.

    No dia seguinte, ele foi convidado para assistir a partida entre Brasil e Colômbia pelas classificatórias da Copa do Mundo, onde a Seleção garantiu sua vaga para o Mundial do Catar em 2022.

    Em entrevista à CNN na quinta-feira (11) pela manhã, Bruninho, acompanhado do pai Moisés Nascimento, disse ter entendido que quem o ofendeu e o ameaçou não era “torcedor de verdade” do Santos.

    Mesmo com o apoio póstumo de torcida, jogadores e opinião pública, Moisés Nascimento afirmou que o susto foi o suficiente para deixar uma marca e uma lição para o futuro do filho, que também treina para ser jogador profissional.

    “Vou ter que restringir ele, às vezes. Apenas torce, ou finge que está tudo bem. Infelizmente, por tudo que a gente passou, não vai se repetir a ponto de eu falar que ‘tudo bem’”, disse.

    No sábado, acompanhado dos pais, Bruno visitou o treino da Seleção Brasileira no CT do Palmeiras e, segundo informações da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), acompanhou o jogo discretamente em um local reservado.

    Ao fim do treino, os jogadores quiseram cumprimentá-lo e forneceram autógrafos e presentes – o meia Phelippe Coutinho, por exemplo, deu sua chuteira ao jovem.

    Bruninho se emocionou ao encontrar Neymar, ídolo santista que não participou do treino do sábado por estar em trabalho regenerativo após a partida contra a Colômbia. Nas redes sociais, Bruninho descreveu o dia como “o melhor” de sua vida.

    Mais Recentes da CNN