Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    “A rivalidade acabou, mudamos a história”, diz Cristiano Ronaldo sobre Lionel Messi

    Astro português foi perguntado sobre o argentino e recordou os tempos de Real Madrid x Barcelona

    Cristiano Ronaldo e Lionel Messi na época de grandes clássicos entre Real Madrid e Barcelona
    Cristiano Ronaldo e Lionel Messi na época de grandes clássicos entre Real Madrid e Barcelona TF-Images/TF-Images via Getty Images

    Thomas SchlachterVasco Cotovioda CNN

    Cristiano Ronaldo ou Lionel Messi? É o debate que mantém os fãs de futebol entretidos há mais de uma década. Enquanto alguns se contentam em apreciar ambos, outros posicionam-se firmemente de um lado ou de outro do debate.

    Mas, segundo o próprio Ronaldo, a “rivalidade” entre os dois desapareceu desde que trocaram os clubes europeus por novos ares — Cristiano Ronaldo mudou-se para o Al-Nassr na Arábia Saudita, e Lionel Messi para o Inter Miami, nos Estados Unidos.

    “A rivalidade acabou. Foi bom, os fãs gostaram. Quem gosta de Cristiano Ronaldo não precisa odiar Messi. Ambos são muito bons, mudaram a história do futebol”, disse o português, de 38 anos, em uma entrevista coletiva durante a preparação para as Eliminatórias da Euro.

    Ronaldo e Messi passaram o auge das suas carreiras na Espanha, pelo Real Madrid e pelo Barcelona, ​​respectivamente, o que ajudou a aumentar a rivalidade entre os jogadores — e os seus seguidores. Enquanto jogaram no futebol espanhol, a dupla dominou o esporte.

    Messi terminou sua passagem pelo Barça com impressionantes quatro títulos da Champions League, mas Ronaldo deixou o futebol espanhol com cinco taças europeias no currículo, incluindo três consecutivas com o Real de 2016 a 2018 (além da Champions de 2013/2014 com o clube, ele também foi campeão em 2007/2008 com o Manchester United). Messi também somou dez títulos de LALIGA, e Ronaldo conquistou dois.

    Em termos de honras individuais, a dupla ganhou 12 dos 13 prêmios de melhor do mundo distribuídos entre 2008 e 2021 — Ronaldo ganhou cinco e Messi ganhou sete.

    Ao longo da passagem pela Espanha, a dupla também quebrou recorde após recorde de gols. Messi encerrou sua carreira no Barça com impressionantes 672 gols em 778 jogos, enquanto Ronaldo marcou 450 em 438 partidas pelo Real Madrid.

    “Somos respeitados em todo o mundo, é o mais importante”, disse Ronaldo. “Ele está seguindo o caminho dele, eu estou seguindo o meu. Ele se saiu bem, pelo que vi. Continuamos, o legado continua. Já disse, dividimos o palco por 15 anos e acabamos, não diria amigos, mas somos colegas e nos respeitamos”.

    “Eu fui um pioneiro”

    Com muitos jogadores se transferindo para clubes da Arábia Saudita, Cristiano Ronaldo falou sobre as críticas que foram feitas contra a Saudi Pro League (SPL).

    “É normal criticar, qual liga não é criticada? Onde não há problemas ou controvérsias?”, ele questionou.

    Desde que o astro português se mudou para a Arábia Saudita, Neymar, Karim Benzema, N’Golo Kanté, Kalidou Koulibaly, Edouard Mendy, Roberto Firmino, Sadio Mané e Marcelo Brozović estão entre as estrelas que se transferiram para a liga do país.

    “Como jogador do Al-Nassr eu sabia que isso ia acontecer, é um privilégio mudar a cultura de um país e do futebol, ter grandes nomes me dá orgulho. Fui um pioneiro e tenho orgulho disso”, destacou Ronaldo.

    “O que eu quero é continuar crescendo sempre, que se torne [um campeonato] de classe mundial.”

    Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas

    Este conteúdo foi criado originalmente em Internacional.

    versão original