Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Alex Mineiro é preso por não pagamento de pensão alimentícia

    Ex-jogador está na delegacia de Vespasiano, na Região Metropolitana de BH

    Alex Mineiro com a camisa do Athletico Paranaense
    Alex Mineiro com a camisa do Athletico Paranaense Hedeson Alves/Gazeta do Povo

    Amanda AntunesLeonardo Parrelada Itatiaia

    O ex-atacante Alex Mineiro, de 48 anos, foi preso nesta quarta-feira (12) num condomínio no município de Confins, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O motivo foi o não pagamento de pensão alimentícia.

    Segundo a Justiça, o valor total devido é de R$ 37.361,30. O mandado de prisão foi expedido pela 4ª Vara de Família da Comarca de Belo Horizonte.

    A Polícia Civil de Minas Gerais informou, em nota que “que formalizou na manhã desta quarta-feira (12/7) mandado de prisão expedido pela 4ª Vara de Família da comarca de Belo Horizonte, em desfavor de um homem, 48 anos”. A PCMG ainda disse que “após os procedimentos de polícia judiciária ele ficou à disposição da Justiça”.

    Histórico de agressão à ex-mulher

    O ex-atleta tem histórico de agressão à ex-mulher, com duas ocorrências registradas pela Polícia Militar, e é réu na Justiça. A Itatiaia teve acesso aos documentos.

    O primeiro boletim de ocorrência é datado de 10/11/2013, registrado em Belo Horizonte. Segundo relato, Alex Mineiro “por motivo fútil, agrediu [a ex-mulher] com um tapa no lado esquerdo do rosto na frente de vários frequentadores de uma boate”.

    A situação continuou dentro do carro na volta para casa quando o ex-jogador “tentou lhe esmurrar algumas vezes sem conseguir acertá-la”. Segundo o BO, o Alex Mineiro apresentava sinais de embriaguez.

    A segunda ocorrência foi registrada no dia 01/09/2020 também na capital mineira. Na denúncia, é relatado que Alex Mineiro “veio a agredir a esposa por motivo da mesma estar ensinando seu filho a fazer dever de casa”.

    No documento consta que a ex-mulher “sofreu puxão de cabelo e agressão verbal. Ainda pegou a vítima pela garganta, chutou a vítima na coxa e quebrou seu celular para que não chamasse a polícia”. Ela foi orientada a passar a noite num local onde se sentisse segura.

    A agressão de 2020 foi denunciada e, no último dia 7, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) ofereceu denúncia à Justiça pedindo a condenação de Alex Mineiro. “Acrescente-se que a qualificadora do crime de lesão corporal, decorrente do fato do agente ter cometido os mencionados delitos com prevalência de relações domésticas e com violência contra mulher quedou narrada na denúncia e corroborada de forma cabal pelo conjunto probatório”, diz a promotora em parte do documento.

    A defesa do jogador está no prazo para apresentar as alegações finais no processo. Depois disso, o juiz decide se condena o ex-jogador – que pode pegar pode pegar de 3 meses a 3 anos de prisão em regime fechado.

    Em campo

    Alex Mineiro teve passagem pelos três grandes clubes de Belo Horizonte. Revelado pelo América em 1995, foi para o Cruzeiro em 1997 e fez parte do grupo que conquistou da Copa Libertadores e o Mineiro daquele ano. Em 2000, ainda conquistou a Copa do Brasil pela Raposa. Já a passagem pelo Atlético foi em 2004.

    O atacante se tornou ídolo do Athletico-PR, clube pelo qual conquistou o inédito Campeonato Brasileiro de 2001. Na carreira, foram 526 jogos como profissional, com 246 gols marcados.

    Títulos de Alex Mineiro

    Palmeiras

    • Campeonato Paulista (2008)

    Athletico-PR

    • Campeonato Paranaense (2001)
    • Campeonato Brasileiro (2001)
    • Supercampeonato Paranaense (2002)

    Cruzeiro

    • Campeonato Mineiro (1997)
    • Copa Libertadores (1997)
    • Copa do Brasil (2000)