Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Após perder prêmio de R$ 7,5 milhões por ser amador, golfista se torna profissional

    Nick Dunlap venceu uma etapa do PGA Tour, mas não pôde ficar com o prêmio

    Nick Dunlap conseguiu feito raro em eventos da PGA
    Nick Dunlap conseguiu feito raro em eventos da PGA PGA / Divulgação

    Jack Bantockda CNN

    A mais nova sensação do golfe norte-americano, Nick Dunlap, anunciou nesta quinta-feira (25) que está se tornando profissional, apenas quatro dias depois de perder um prêmio de R$ 7,5 milhões por ser status de amador.

    O estudante do segundo ano da Universidade do Alabama anunciou sua intenção de aderir ao PGA Tour em uma entrevista coletiva realizada no campus. Dunlap se tornou o primeiro amador a vencer o tour em mais de três décadas, com um triunfo no The American Express no último domingo (20).

    A vitória em La Quinta, na Califórnia, fez do jovem de 20 anos o amador mais jovem a vencer um evento desde 1910 e concedeu-lhe a chance de se tornar membro automático do tour até o fim da temporada de 2026 — uma oportunidade “inacreditável” para o ex-amador.

    “[Virar profissional] Foi a decisão mais fácil e mais difícil que já tive de tomar”, disse Dunlap nesta quinta. “Tive muita sorte de todos terem a mesma opinião sobre isso, e meus companheiros de equipe foram incríveis e me apoiaram muito.”

    Dunlap deve fazer sua estreia profissional no AT&T Pebble Beach Pro-Am em 1º de fevereiro, tendo desistido do Farmers Insurance Open desta semana para voltar para casa após sua notável vitória. Depois de iniciar em 4.129º lugar no ranking mundial no torneio amador dos Estados Unidos no ano passado, Dunlap acertou 29 abaixo do par no campo PGA West para liderar contra uma série de grandes estrelas e profissionais experientes.

    A vitória elevou-o para o número 68 do ranking e garantiu-lhe participações para o PGA Championship e o Masters. No entanto, sua vitória surpreendente não lhe garantiu nenhum prêmio devido ao seu status de amador, com a parte do vencedor de US$ 1,5 milhão (R$ 7,5 milhões) indo para o vice-campeão, o sul-africano Christiaan Bezuidenhout, que terminou uma tacada atrás.

    Questionado se o triunfo aceleraria sua jornada para se tornar profissional após a vitória, Dunlap disse à PGA Tour Radio que não tinha certeza e “tiraria um segundo para deixar o que acabou de acontecer penetrar um pouco”.

    Dunlap agora terá uma vaga garantida nos sete eventos restantes da temporada do PGA Tour (anteriormente conhecidos como eventos designados).

    Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas

    Este conteúdo foi criado originalmente em Internacional.

    versão original