Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Atacante é afastado de seleção após filmar momento íntimo com a ex

    Jogador teria gravado um vídeo tendo relações sexuais com a ex-namorada sem o consentimento dela

    Hwang Ui-jo disputou a Copa do Mundo de 2022 pela Coreia do Sul
    Hwang Ui-jo disputou a Copa do Mundo de 2022 pela Coreia do Sul Instagram/@hwanguijo_official

    Maria Fernanda Ramosda Itatiaia

    O atacante coreano Hwang Ui-jo foi afastado da Seleção Sul-Coreana após ser acusado de gravar vídeo tendo relações sexuais com a ex-namorada, sem o consentimento dela.

    Segundo o jornal Marca, imagens de momentos íntimos do jogador e a cantora de Kpop Hyomin foram vazadas na internet, seguidas de acusações de traição. Os vídeos foram publicados após o anúncio do término do casal, em março deste ano.

    Hwang estava sendo chantageado desde maio por quem vazou os vídeos, segundo a defesa do jogador. Ele nega ter gravado os vídeos sem consentimento da ex. Por causa dessa polêmica, o atacante não será convocado para jogos da Seleção Sul-Coreana até que as investigações sobre o crime sejam finalizadas.

    “Decidimos não selecionar Hwang Ui-jo para a seleção nacional até que uma conclusão clara seja alcançada sobre os fatos”, disse a federação local.

    Emprestado pelo Nottingham Forest, da Premier League, ao Norwich, da segunda divisão inglesa, o atacante atuou em 14 jogos nesta temporada, fez três gols e deu uma assistência.

    Veja o comunicado da Federação Sul-Coreana

    Na tarde do dia 28, a Associação Coreana de Futebol discutiu a questão de Hwang Ui-jo, recentemente acusado de filmagens ilegais, no Centro de Futebol com os principais executivos da associação, incluindo os presidentes do Comitê de Ética, Comitê de Justiça, e Comitê de Fortalecimento da Seleção Nacional presente.

    Após a reunião, a Associação Coreana de Futebol anunciou: “Decidimos não selecionar Hwang Ui-jo para a seleção nacional até que uma conclusão clara seja alcançada sobre os fatos”.

    Participaram da reunião de hoje o presidente do Comitê de Ética, Lee Yun-nam, o vice-presidente da Comissão de Comércio Justo, Kim Won-geun, o presidente do Comitê de Fortalecimento de Poder, Michael Mueller, o membro do Comitê de Fortalecimento de Poder, Park Tae-ha, o vice-presidente Choi Young-il e o presidente de competição, Jeong Hae-seong.

    O presidente do Comitê de Ética, Lee Yun-nam, que presidiu a reunião, disse: “Embora a disputa sobre se um crime foi cometido ainda esteja em andamento e a associação não possa fazer previsões ou conclusões sobre o assunto sob investigação, o representante nacional representa o país com um alto nível de moralidade e responsabilidade.“Como jogador, estou numa posição em que devo cuidar de mim mesmo e não fazer nada que possa prejudicar a reputação da seleção nacional”, explicou.

    Ele continuou: “Considerando que o jogador está sendo investigado como suspeito em um caso em andamento, que as atividades normais da seleção nacional são difíceis como resultado e que os torcedores de futebol têm grandes expectativas para a seleção nacional, recomenda-se que Hwang Ui-jo ser selecionado como representante nacional. “Foi considerado inadequado selecionar pessoas”, disse ele.

    Entretanto, antes da discussão de hoje, a Federação Coreana de Futebol explicou a situação geral relacionada com o jogador ao seleccionador nacional, Klinsmann, e informou-o de que as discussões relacionadas iriam prosseguir. Em resposta a isso, o técnico Klinsmann expressou sua intenção: “Compreendo perfeitamente a situação atual e respeitarei a decisão da Associação Coreana de Futebol”.

    Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas

    Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

    versão original