Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Galvão narra campanha do Instituto Ayrton Senna e exalta: “Irmão que não tive”

    Organização completa 30 anos de fundação e já atendeu mais de 36 milhões de crianças

    Galvão Bueno e Ayrton Senna eram grandes amigos
    Galvão Bueno e Ayrton Senna eram grandes amigos Reprodução

    Da CNN

    Galvão Bueno é o narrador da campanha de 30 anos do Instituto Ayrton Senna. Amigo íntimo do piloto, o narrador fala sobre a preocupação social e o legado do tricampeão da Fórmula 1.

    “Ele foi o irmão que eu não tive. Ele tinha uma condição de cidadão, pessoa e caráter tão excepcional quanto a capacidade como piloto. Foco pela vitória não era só na pista, era vitória na vida e no que ele pudesse fazer pelos outros. Ele tinha uma preocupação com o Brasil, que o país se forma com a educação das crianças”, diz Galvão.

    O vídeo destaca as preocupações sociais de Ayrton Senna e a relação dele com os brasileiros. Segundo a publicação, ele confidenciou à irmã, Viviane Senna, que tinha o desejo de criar uma organização para ajudar crianças e jovens.

    “O Ayrton fez essa sugestão, esse pedido à Viviane, para que ele começasse a montar um instituto. E a Viviane transformou isso em uma linda realidade. É mais uma grande vitória na vida do Ayrton”, diz o narrador.

    O instituto foi fundado em 1994 pela família do piloto e tem como foco a educação de crianças e jovens. O centro atua em três principais frentes: pesquisa e inovação, mobilização e advocacy, e disseminação de projetos educacionais em larga escala.

    Entre os projetos, estão iniciativas voltadas para a alfabetização, melhora nos níveis de aprendizagem e desenvolvimento de habilidades emocionais, como resiliência, foco, empatia e criatividade. A organização já atendeu mais de 36 milhões de crianças em 3 mil cidades brasileiras.

    A campanha relembra também uma entrevista de Ayrton Senna sobre responsabilidade social. Ao responder uma pergunta de Galvão Bueno, ele fala sobre a importância da relação entre ídolos e crianças.

    “Minha responsabilidade é principalmente com a meninada. A gente sente nas crianças admiração e carinho muito grandes. Isso motiva você a, mais ainda, procurar transmitir alguma coisa especial para eles”, afirmou o piloto, em participação no programa Roda Viva, da TV Cultura.


    Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas