Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Schumacher: família receberá indenização milionária por “entrevista” com IA

    Ex-piloto alemão sofreu grave acidente de esqui em dezembro de 2013

    Leonardo Parrelada Itatiaia

    A família do ex-piloto alemão Michael Schumacher receberá uma indenização milionária. Uma revista alemã publicou, no último mês de abril, uma “entrevista” com o heptacampeão de Fórmula 1. O material foi todo gerado por inteligência artificial, o que causou o processo e a indenização de 200 mil euros (cerca de R$ 1,1 milhão).

    A revista Die Aktuelle deu espaço na capa uma suposta entrevista com Michael Schumacher. O alemão não faz aparições públicas desde o acidente com esqui em dezembro de 2013.

    No fim do conteúdo, é revelado que todo o material foi gerado por Inteligência Artificial. Segundo a ESPN norte-americana, a decisão foi confirmada pela Corte de Munique.

    O valor foi pago pelo grupo responsável por controlar a revista. Além da indenização, o editor-chefe da publicação foi demitido pouco depois da repercussão.

    O que se sabe sobre o caso

    • Dezembro de 2013: estava com o filho Mick, perto de Méribel, uma estação de esqui na França. O alemão, então com 44 anos, estava numa área não autorizada quando caiu e bateu a cabeça numa pedra;
    • Março de 2014: de acordo com a BBC, após “pequenos e bons sinais”, ele foi gradualmente sendo retirado do estado de coma. Três meses depois, em junho, Schumacher foi transferido do hospital de Grenoble, na França, para o hospital de Lausanne, na Suíça;
    • Outubro de 2014: Schumacher saiu do hospital suíço para sua casa, na comuna de Gland, também na Suíça. Segundo o The Telegraph, o piloto estava numa cadeira de rodas e com problemas de memória;
    • Maio de 2015: Sabine Kehm, empresária e porta-voz de Schumacher, afirmou que o atleta tinha pequenas melhoras considerando a gravidade do acidente sofrido;
    • Setembro de 2016: mais de um ano depois da última atualização, Felix Dahm, advogado de Schumacher, disse numa sessão em tribunal que o piloto não consegue caminhar;
    • Setembro de 2019: o jornal Le Parisien, da França, noticiou a entrada de Schumacher num hospital em Paris para tratamento cardiovascular. O responsável pelo procedimento foi o cirurgião Phillippe Menasché e sondou-se a possibilidade de Schumacher passar por um procedimento com células-tronco. Em nota, a equipe médica disse que o alemão estava “consciente”.

    Desde então, não há informações oficiais sobre o estado de saúde do ex-piloto. Tudo que se sabe é por meio de entrevistas das poucas pessoas autorizadas a realizar visitas ao alemão.

    Michael Schumacher tem, atualmente, 54 anos. O ex-piloto teve notória carreira na Fórmula 1 em dois períodos: 1991 a 2006 e 2010 a 2012. O alemão passou por Jordan (1991), Benetton (1991-1995), Ferrari (1996-2006) e Mercedes (2010-2012). Ele conquistou sete títulos mundiais: 1994, 1995, 2000, 2001, 2002, 2003, 2004.

    Michael é casado com Corinna Schumacher desde 1995. Com ela, teve dois filhos: Gina-Maria e Mick Schumacher. A filha disputa competições de hipismo nos Estados Unidos. O garoto é piloto de automobilismo, passou pela Fórmula 1 (2021-2022) e vai competir no Mundial de Endurance de 2024.

    Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas

    Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

    versão original