Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    Boca Juniors é carrasco de brasileiros na Libertadores; veja números

    Já o Palmeiras é o clube do Brasil que mais venceu equipes argentinas

    Sergio Romero e Cavani comemoram classificação do Boca à final da Libertadores
    Sergio Romero e Cavani comemoram classificação do Boca à final da Libertadores Alexandre Schneider/Getty Images

    Leonardo Gimenezda Itatiaia

    Às vésperas da final contra o Fluminense, o Boca Juniors pode se “apegar” ao bom retrospecto contra brasileiros na história da Copa Libertadores. Em busca do título continental, as equipes de Fernando Diniz e Jorge Almirón vão se enfrentar no sábado (4), às 17h, no Maracanã, no Rio de Janeiro.

    No Maracanã, segundo o site Apostagolos, o Boca Juniors disputará a sua 66ª partida contra brasileiros na Libertadores. Ao todo, os argentinos venceram 25, perderam 17 e houve, ainda 23 empates.

    No entanto, a fama de carrasco não se transformou apenas pelo número de vitórias. Os argentinos já conquistaram a América do Sul quatro vezes em finais contra os brasileiros: Cruzeiro (1977), Palmeiras (2000), Santos (2003) e Grêmio (2007).

    Brasileiros com mais vitórias sobre argentinos

    Os brasileiros com mais vitórias sobre argentinos na Libertadores são Cruzeiro e Palmeiras, com 16 triunfos cada um.

    No geral, o Verdão é o adversário que mais complicou a vida dos argentinos, com 16 vitórias, 13 empates e dez derrotas. Já o Cruzeiro é quem mais enfrentou argentinos, com 40 jogos.

    Boca eliminou time brasileiro em 2023

    Para chegar à final da Libertadores nesta temporada, o Boca Juniors precisou superar o Palmeiras na semifinal. Após um empate sem gols na capital da Argentina, as equipes ficaram no 1 a 1, em São Paulo, e a vaga foi definida nos pênaltis. Nesse momento, brilhou a estrela do goleiro Romero.

    Boca tem retrospecto negativo contra não brasileiros

    Se a camisa do Boca pesa mais contra os brasileiros, o cenário se inverte diante de outras nacionalidades. Em finais, a equipe de Buenos Aires perdeu mais do que ganhou, com três vices e dois títulos.


    Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas